ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Com meio litro anual por pessoa, Recife é a capital brasileira do uísque

Maria Carolina Abe

Do UOL, em São Paulo

20/09/2012 06h00

Com mais de 8 quilômetros de praias e temperaturas que chegam a 35ºC no verão, Recife (PE) tornou-se um excelente mercado não apenas para a cerveja, mas também para o uísque. Em geral, com água de coco.

Na região metropolitana de Recife, o consumo de uísque é quase quatro vezes maior que a média nacional, segundo dados da consultoria Nielsen, de agosto de 2011 a julho de 2012.

No último ano, a Grande Recife consumiu, em média, 0,571 litro por pessoa --o equivalente a 11,5 doses. A média nacional foi de 0,145 litro (2,9 doses). Na região metropolitana de São Paulo, foi de 0,171 litro (3,5 doses), e na do Rio, de 0,078 litro (1,5 dose).

Alguns chegam a considerar Recife como a cidade do mundo com o maior consumo de uísque por pessoa. É o caso de Christian Porta, executivo da Chivas Brothers, dona do uísque Chivas Regal. "Quando olhamos para o mundo, o Brasil aparece entre as três maiores oportunidades de mercado", diz.

As vendas vão bem também para a concorrente Diageo, dona da marca Johnnie Walker. O Brasil é o primeiro mercado em vendas para o blend Red Label no mundo, e Pernambuco responde por 17% do consumo no país. De olho nesse público, a empresa escolheu Recife para sediar sua primeira loja-conceito no Brasil, a chamada "A Casa dos Destilados", em parceria com o hipermercado Bompreço.

Fortaleza desponta, e Nordeste troca cachaça por outros destilados

Outra capital nordestina vem pegando gosto pelo uísque. Nos últimos dois anos, Fortaleza (CE) passou a ocupar o segundo lugar para a bebida, conforme o analista de mercado da Nielsen Claudio Czarnobai.

VENDAS DE UÍSQUE NO BRASIL NO ANO

LocalTotal (litros)Média por pessoa (litros)
Região Metropolitana de Recife2.098.1000,5706
Região Metropolitana de Fortaleza1.148.8000,3414
Região Metropolitana de São Paulo2.732.7000,1711
Total - Brasil24.418.7000,1448
  • Fonte: Nielsen
  • Período: agosto de 2011 a julho de 2012

Uísque e vodca são as bebidas da moda, e o Nordeste tem sido a principal região para elas há muito tempo, diz Czarnobai. Nos últimos dez anos, tem havido uma intensificação dessa tendência, segundo ele.

Trata-se de uma questão cultural, de acordo com o analista, já que no Nordeste, historicamente, sempre foi alto o consumo de bebidas destiladas, como a cachaça.

"O público começou a diversificar os destilados consumidos. Começou a ficar mais fácil e mais barato produzir uísque e vodca no Brasil, e depois houve também a abertura das importações."

A ascensão do uísque no Nordeste não representa o declínio da cerveja. Segundo dados da Nielsen, a cerveja ainda representa quase 80% das bebidas alcoólicas consumidas na região.

Nordeste bebe uísque importado; Sul prefere o nacional

No Nordeste brasileiro, o alto consumo não se refere apenas ao volume total de uísque, mas também dentro do segmento chamado ‘premium’, que inclui uísques importados.

"Pernambuco é campeão em vendas de Johnnie Walker Red Label no mundo e, no último ano fiscal, experimentou um aumento de 19% no consumo de uísque premium", diz Alexandre Boucinhas, diretor comercial da Diageo Brasil. "Isso demonstra que o pernambucano é um público altamente exigente e apreciador de bebidas de alta qualidade."

Já na região Sul, os uísques importados não têm tanto espaço.

TIPO DE UÍSQUE VENDIDO: NORDESTE X SUL (EM LITROS)

 Total de uísqueUísque nacionalUísque engarrafado no BrasilUísque importado
Região Nordeste11.812.7002.229.1005.522.6004.061.100
Região Sul4.059.4002.995.100607.900456.500
Total - Brasil24.418.7008.461.5007.454.3008.502.900
  • Fonte: Nielsen
  • Período: de agosto de 2011 a julho de 2012

"O volume de produtos de baixo preço é muito grande no Sul, porque é uma região mais tradicional em relação a marcas de consumo", diz Czarnobai. "Nos últimos cinco ou dez anos, quando os uísques importados começaram a chegar ao país, eles não conseguiram conquistar tanto espaço no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul."

De pouco mais de 4 milhões de litros de uísque vendidos na região Sul de agosto de 2011 a julho de 2012, quase 3 milhões (2,995 milhões) de litros eram de uísque nacional, segundo dados da Nielsen.

 

Mais Economia