Topo

Lira sobre precatórios: 'Não há possibilidade de calote'

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), declarou que o país irá pagar os precatórios de 2022 Imagem: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 16h28Atualizada em 03/08/2021 20h21

O presidente da Câmara, deputado federal Arthur Lira (PP-AL), declarou hoje que "não há possibilidade de calote" em relação ao pagamento dos precatórios, valores devidos a empresas e pessoas físicas após sentença definitiva na Justiça, que estão programados para 2022.

A declaração do parlamentar foi feita em entrevista à imprensa, realizada um dia após o fim do recesso de duas semanas da Câmara dos Deputados.

Tivemos ontem uma reunião na casa do presidente [do Senado] Rodrigo Pacheco, com a presença de Ciro Nogueira, Flávia Arruda, Paulo Guedes. Não há nenhuma possibilidade de calote, como também é impossível se pagar R$ 90 bilhões sem que haja algum tipo de atingimento do teto. Não queremos atingir o teto e o Brasil não pode dar calote
Arthur Lira

Lira também citou a agenda prevista de atividades na casa legislativa. Hoje haverá reunião de líderes da base e, ainda nesta semana, é possível que a privatização dos Correios seja votada. O presidente da Câmara disse ainda que estão sendo feitos ajustes na reforma tributária.

Mais cedo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o estado brasileiro não tem capacidade para realizar o pagamento dos precatórios. Segundo o ministro, será proposto um parcelamento de parte das dívidas em até dez anos e isso, para ele, não configura um calote.

"Devo, não nego. Pagarei assim que puder", declarou o ministro da Economia.

Aumento no Bolsa Família

Arthur Lira desmentiu a versão apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) hoje sobre o valor do programa Bolsa Família ser dobrado para R$ 400.

Não houve essa conversa de 400 reais, não há essa conversa de Bolsa Família dentro de PEC, não há essa conversa de furar teto de gastos, e o Bolsa novo, novo programa social, que é justo para os mais pobres
Arthur Lira

As declarações de Bolsonaro foram ditas em entrevista à TV Asa Branca, de Caruaru, no interior de Pernambuco. Segundo o presidente, a gestão federal estaria "ultimando esforços e estudos" para ampliar em, no mínimo, 50% o valor do programa.

A ala política do governo, que agora tem Ciro Nogueira (PP) como principal articulador por chefiar a Casa Civil, tem defendido que o valor do benefício possa chegar a até R$ 400.

Contudo, tanto no ministério da Economia como na Cidadania não há nenhum estudo que contemple esse valor, segundo publicado pela colunista do UOL Carla Araújo.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lira sobre precatórios: 'Não há possibilidade de calote' - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL


Economia