Bolsa Família de dezembro foi antecipado por decisão do Governo? Veja datas

O governo federal já anunciou o calendário de pagamento do programa Bolsa Família para o mês de dezembro. De acordo com o novo cronograma, os repasses começarão mais cedo, no dia 11, e serão concluídos até o dia 22, antecipando o início do pagamento. Este mês apresenta um aumento no valor do benefício, pois incluirá os pagamentos da última parcela do Auxílio Gás no ano.

Calendário de pagamentos do Bolsa Família em dezembro

  • NIS final 1: 11 de dezembro;
  • NIS final 2: 12 de dezembro;
  • NIS final 3: 13 de dezembro;
  • NIS final 4: 14 de dezembro;
  • NIS final 5: 15 de dezembro;
  • NIS final 6: 18 de dezembro;
  • NIS final 7: 19 de dezembro;
  • NIS final 8: 20 de dezembro;
  • NIS final 9: 21 de dezembro;
  • NIS final 0: 22 de dezembro.

O programa Bolsa Família é composto por seis benefícios específicos, oferecendo suporte financeiro variável para diferentes situações dos beneficiários:

  • Benefício de Renda de Cidadania (BRC): R$ 142 (valor per capita pago a cada membro da família);
  • Benefício Complementar (BCO): Valor adicional destinado às famílias cuja soma dos benefícios não atinja R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância (BPI): Acréscimo de R$ 150 por criança com idade entre zero e sete anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): Adicional de R$ 50 para gestantes e crianças e adolescentes com idade entre 7 e 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): Suplemento de R$ 50 para cada membro da família com até sete meses incompletos (nutriz). As transferências iniciaram em setembro;
  • Benefício Extraordinário de Transição (BET): Aplicado em casos específicos para garantir que nenhum beneficiário receba menos do que recebia no programa anterior (Auxílio Brasil). Será pago até maio de 2025.

Para ter direito ao Auxílio Gás, as famílias precisam estar inscritas no Cadastro Único, com renda familiar mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa. A inscrição no Cadastro Único é necessária, mas não garante entrada imediata no programa nem o recebimento do benefício.

As famílias elegíveis ao Bolsa Família devem cumprir condições específicas nas áreas de saúde e educação, como frequência escolar para crianças e adolescentes, acompanhamento pré-natal para gestantes, avaliação nutricional de crianças até sete anos e aderência ao calendário nacional de vacinação.

Informar a condição de beneficiário ao matricular a criança na escola e vaciná-la é fundamental.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes