Bolsas

Câmbio

Varejista francesa Fnac pode se tornar acionista do Deezer

Dominique Vidalon

PARIS (Reuters) - A Fnac-Darty e o Deezer anunciaram nesta terça-feira (14) uma parceria estratégica que pode transformar a varejista francesa em acionista do serviço de streaming de músicas dentro de três anos.

O acordo deve ajudar o Deezer a competir tanto na França quanto no exterior com rivais de maior porte, incluindo o Spotify e o Apple Music. A parceria também deve favorecer a Fnac-Darty, que disputa com a gigante de varejo online Amazon, melhorando a oferta de música e vídeo para streaming.

Um porta-voz da varejista francesa disse que a parceria será revisada dentro de três anos, período no qual o grupo decidirá se compra ou não participação no Deezer.

Em janeiro de 2016, o Deezer levantou 100 milhões de euros com os acionistas, incluindo o grupo francês de telecomunicações Orange e a Access Industries, holding do bilionário Len Blavatnik.

Os clientes da Fnac e do Darty receberão ofertas especiais do Deezer a partir da segunda metade de 2017. As empresas também promoverão juntas festivais e eventos.

O serviço de streaming da Fnac, o Jukebox, será suspenso antes do término do primeiro semestre e o Deezer assumirá os assinantes.

O Deezer conta com 6,3 milhões de assinantes, que podem escutar a um catálogo de 43 milhões de músicas por 9,99 euros por mês. Já o grupo Fnac-Darty tem 664 lojas em todo o mundo, sendo 455 na França, com receita de 7,4 bilhões de euros em 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos