Como ter uma boa relação com o chefe (sem ser puxa-saco)? Veja 9 dicas

Do UOL, em São Paulo

Um ditado corporativo diz que as pessoas se demitem do chefe, e não da empresa. De fato, a relação com os superiores pode transformar o emprego dos sonhos em uma rotina infernal.

"Uma das causas de desmotivação no trabalho é o distanciamento e a falta de um bom relacionamento", afirma o coach Alexandre Rangel. Em alguns casos, a culpa é do chefe, que tem um comportamento difícil. Em outros, a relação pode ser mais bem ajustada ao se tomarem algumas atitudes no dia a dia.

Veja no álbum nove dicas para manter uma boa relação com o chefe.

Isso não significa, porém, ser o clássico puxa-saco. Esse comportamento pode até agradar alguns chefes, mas costuma gerar uma impressão ruim nas demais pessoas da empresa. Na visão de especialistas, os prejuízos para a carreira podem ser maiores do que os benefícios.

Não é preciso elogios vazios ou um comportamento passivo para agradar o patrão. Ele quer bons resultados e um funcionário que resolva as demandas da empresa.

O ideal é que faça isso com autonomia, sem precisar ficar perguntando ou pedindo permissão aos superiores a todo momento. Por isso, segundo Rangel, a relação de confiança é muito importante, já que saber delegar é uma das tarefas principais da chefia.  

Outro problema que pode surgir é o excesso de autopromoção. Segundo a consultora de carreiras Cristina Fortes, da LHH, empresa especializada em gestão de talentos, é necessário valorizar o próprio trabalho e fazer com que ele seja notado, mas com cuidado para não ser exagerado ou no momento errado, porque isso pode passar a ideia de imaturidade.

É possível ser amigo do chefe?

A relação com a chefia pode ser tão boa que chega a ir para fora do trabalho, tornando-se uma amizade. Cristina Fortes acredita que é possível ser próximo de um superior, sem gerar prejuízo no trabalho, mas é preciso estar atento para não confundir papéis dentro da companhia, nem fazer mau uso dessa boa relação.

Alexandre Rangel afirma que o ideal é que, em caso de amizades, tentem trabalhar em setores diferentes. Mas o coach não crê que a amizade seja um grande problema, caso não seja possível a transferência. "Já fui padrinho de casamento de um chefe", afirma.

Quatro passos para procurar emprego

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos