Bolsas

Câmbio

Ao VivoDireto da Bolsa

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Justiça nega habeas corpus e Eike deve ir a banco dos réus amanhã

O desembargador Messod Azulay, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, negou o pedido de habeas corpus do empresário Eike Batista, que tentava suspender ação que corre contra ele na 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Ele é acusado de manipulação de mercado e uso de informação privilegiada por meio da negociação de ações da petroleira OGX. Com isso, deve acontecer nesta terça-feira (18), às 14h, a primeira audiência com Eike no banco dos réus. O julgamento, se realizado, deverá decretar a sentença na primeira instância. Mas ainda caberá apelações a instâncias superiores como o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e até o Supremo Tribunal Federal (STF). Deixe sua opinião (Com Estadão Conteúdo e Valor)

Justiça nega habeas corpus e Eike deve ir a banco dos réus amanhã - Daniela Dacorso/Folha Imagem

Bolsa chega a cair 1% com Petrobras, e dólar opera quase estável; siga

A Bolsa ampliou a queda na tarde desta segunda-feira (17). Por volta das 16h, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, caía 1,14%, aos 51.182,37 pontos. A principal influência de baixa eram as ações da Petrobras, com queda de mais de 4%. No mesmo momento, o dólar comercial operava perto da estabilidade, com alta de 0,12%, a R$ 2,604 na venda. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bolsas da Europa fecham em alta de olho no banco central

O índice de ações europeu fechou em alta nesta segunda-feira, após o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, reafirmar que está pronto para fazer mais para combater a deflação. O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,51%, a 1.352 pontos. Em Londres, o índice Financial Times subiu 0,26%. Em Frankfurt, o DAX ganhou 0,58%. Em Paris, o CAC-40 avançou 0,56%. A Bolsa da Itália subiu 1,33%, a da Espanha ganhou 1,59% e a de Portugal, 0,41%. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Ações da Petrobras ampliam queda para mais de 4%

As ações da Petrobras ampliavam a queda para mais de 4% na tarde desta segunda-feira, com o mercado preocupado sobre o impacto de denúncias de corrupção nas contas da empresa. Em teleconferência para explicar o adiamento da divulgação do balanço do terceiro trimestre, executivos informaram que a Petrobras poderá ajustar o valor dos bens que tiverem sido alvo de propinas na contratação das obras. Além disso, a estatal informou que sua meta de aumentar a produção de petróleo no Brasil em 2014 em cerca de 7,5% não será cumprida. Por volta de 15h49, a ação preferencial da companhia, que dá prioridade na distribuição de dividendos, perdia 4,24%, a R$ 12,64; a ordinária, que dá direito a voto nas assembleias, recuava 4,38%, a R$ 12,22. Os papéis puxavam a queda do Ibovespa, principal índice da Bolsa, que caía 1,31% no mesmo horário. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bolsa chega a cair 1% com Petrobras, e dólar opera quase estável; siga

A Bolsa ampliou a queda na tarde desta segunda-feira (17). Por volta das 14h30, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, caía 0,94%, aos 51.287,88 pontos. A principal influência de baixa eram as ações da Petrobras: a preferencial (PETR4) caía 2,20%, a R$ 12,91, e a ordinária (PETR3) recuava 2,35%, a R$ 12,48. A estatal informou que sua produção de petróleo no Brasil em 2014 ficará abaixo da meta divulgada anteriormente. No mesmo momento, o dólar comercial operava perto da estabilidade, a R$ 2,601 na venda. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Produção industrial dos EUA cai 0,1% em outubro

A produção industrial dos Estados Unidos registrou queda de 0,1% em outubro na comparação com o mês anterior, de acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira pelo Federal Reserve. Analistas ouvidos pelo "Wall Street Journal" previam alta de 0,2%. O resultado de setembro foi revisado para baixo, de 1% para avanço de 0,8%. Na comparação anual, houve alta de 4%. Deixe sua opinião (Com Valor) Leia Mais

BCE está pronto para agir mais se necessário, diz Draghi

Os estímulos do Banco Central Europeu estão ganhando força, mas caso os esforços atuais não sejam suficientes para acelerar a recuperação da economia da zona do euro, o BCE está pronto para fazer mais, disse o presidente da autoridade, Mario Draghi, nesta segunda-feira. Draghi disse que o ímpeto de crescimento da zona do euro enfraqueceu ao longo do verão (no hemisfério norte), mas que os passos da política monetária do BCE e as reformas dos países da zona do euro deveriam ainda levar a uma recuperação modesta no próximo ano e em 2016. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa opera em queda e dólar cai, perto de R$ 2,59; siga

A Bolsa e o dólar operavam em queda no começo da tarde desta segunda-feira (17). Por volta das 13h20, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, caía 0,36%, aos 51.587,13 pontos. No mesmo momento, o dólar comercial tinha baixa de 0,32%, a R$ 2,592 na venda. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Petrobras deve divulgar novo plano de investimentos até maio

A Petrobras não tem razões para antecipar a divulgação de seu plano plurianual de investimentos para o período de cinco anos, em meio a denúncias de corrupção em obras da estatal nos últimos anos, e deverá fazer o anúncio provavelmente entre abril e maio de 2015, afirmou a presidente da estatal, Maria das Graças Foster, em conferência com investidores nesta segunda-feira. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Presidente pede que investidores acreditem em 'uma Petrobras melhor'

A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou que a empresa passa por um momento trabalhoso e doloroso. Ela disse ter convicção de que será alcançada uma gestão melhor e pediu que os investidores acreditem em um “processo de construção de uma Petrobras melhor”. As afirmações foram feitas em conferência com analistas do mercado nesta segunda-feira (17). Deixe sua opinião (Com Reuters)

Propinas pagas serão abatidas do valor dos bens, diz Petrobras

Se for comprovado o pagamento de propinas na contratação das obras da Petrobras, a estatal deve fazer uma “baixa contábil”, ou seja, um ajuste dos valores desses bens que estiverem acima do valor considerado justo pelo mercado, segundo a empresa. Esse ajuste será proporcional ao tamanho das propinas pagas, disseram a presidente da companhia, Maria das Graças Foster, e o diretor financeiro Almir Barbassa, em teleconferência com analistas. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bolsa passa a subir puxada por bancos; dólar cai, perto de R$ 2,59

A Bolsa abriu em queda nesta segunda-feira (17), mas inverteu a tendência e passou a subir; o dólar, que subia, passou a operar em queda. Por volta das 12h10, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, subia 0,57%, aos 52.069,49 pontos, puxada pelas ações dos bancos. No mesmo momento, o dólar comercial tinha baixa de 0,46%, a R$ 2,589 na venda. Deixe sua opinião (Com Reuters)

BC vende 14 mil contratos de dólar em leilão de rolagem

O Banco Central vendeu nesta segunda-feira a oferta total de até 14 mil swaps cambiais, equivalentes a venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em 1º de dezembro. Foram vendidos 4.300 contratos para 3 de novembro de 2015 e 9.700 para 4 de janeiro de 2016, com volume correspondente a US$ 680,2 milhões. Ao todo, o BC já rolou o equivalente a US$ 4,631 bilhões, ou cerca de 47% do lote total do mês que vem, que corresponde a US$ 9,831 bilhões. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Conselho da Gerdau aprova aquisição de ações de subsidiárias

O Conselho de Administração da Gerdau (GGBR4) aprovou a aquisição pela companhia de R$ 37,2 milhões em ações da Gerdau Açominas, de R$ 11 milhões em ações da Gerdau Aços Especiais e de R$ 82 milhões em ações da Gerdau Aços Longos, detidas pela Metalúrgica Gerdau (GOAU4), segundo ata de reunião divulgada nesta segunda-feira. A companhia informou que a operação se justifica "por avançar na simplificação da estrutura societária do grupo econômico Gerdau, com a redução de custos administrativos e concentração, na Gerdau S.A., das participações societárias nas companhias operacionais fechadas do Brasil". Deixe sua opinião (Com Reuters)

Saraiva corta projeções de receita e lucro em 2014

A varejista e editora Saraiva (SLED4) informou nesta segunda-feira que reduziu suas estimativas para receita e lucro operacional em 2014, diante de menor avanço do e-commerce e vendas abaixo do esperado para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD/2015). A expectativa agora é de uma receita bruta consolidada de R$ 2,3 bilhões a R$ 2,5 bilhões no ano, ante projeção anterior de R$ 2,4 bilhões a R$ 2,6 bilhões, e mais perto do resultado de R$ 2,26 bilhões obtido no ano anterior. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Foster: Petrobras busca reaver eventuais prejuízos indicados pela investigação

A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou nesta segunda-feira (17), em conferência com investidores, que a estatal está tomando medidas para melhorar seus controles internos e que discute a criação de uma diretoria de Compliance, para assegurar o cumprimento de regras internas e externas da companhia. Foster reiterou que as revelações feitas na operação Lava Jato, da Polícia Federal, podem levar a possíveis ajustes no balanço da empresa e que a companhia está tomando medidas para ressarcimento de eventuais prejuízos indicados pela investigação. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Petrobras diz que produção de petróleo em 2014 ficará abaixo da meta

A Petrobras informou nesta segunda-feira que sua produção de petróleo no Brasil em 2014 ficará abaixo da meta divulgada anteriormente, que previa um aumento de 7,5% na comparação com 2013, com margem de um ponto percentual para mais ou para menos (ou seja, podendo variar entre 6,5% e 8,5%). A companhia estimou aumento de 5,5% a 6% na produção este ano, atribuindo a redução da expectativa a atrasos na entrega de plataformas próprias e necessidade de obras, entre outros fatores, segundo apresentação divulgada pela empresa momentos antes de um conferência com analistas. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Produção da ex-OGX tem leve queda em outubro

A produção de petróleo da Óleo e Gás Participações (OGXP3), antiga OGX, de Eike Batista, somou 519.500 barris em outubro, ante 525.251 em setembro, segundo informou a empresa nesta sexta-feira. A produção do campo Tubarão Martelo atingiu em outubro 426.338 barris, enquanto a do campo de Tubarão Azul somou 93.162 barris. Deixe sua opinião (Com Reuters)

OSX, em recuperação judicial, reduz prejuízo em 91%

A OSX, empresa de estaleiros do empresário Eike Batista atualmente em recuperação judicial, encerrou o terceiro trimestre com prejuízo de R$ 160,7 milhões, frente a um prejuízo de R$ 1,7 bilhão observado em igual período no ano passado. O resultado é o atribuído aos acionistas controladores da empresa.  A companhia informou ainda que a receita líquida consolidada da empresa atingiu R$ 221,3 milhões no terceiro trimestre desse ano, aumento de 45,7% em comparação com igual período no ano passado (R$ 151,9 milhões). Deixe sua opinião (Com Valor) Leia Mais

Eneva (ex-MPX) reverte prejuízo e lucra R$ 29 milhões

A Eneva (ENEV3) encerrou o terceiro trimestre com lucro de R$ 29,1 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 178 milhões. A receita da companhia, antiga MPX, subiu 11,5% no mesmo intervalo, para R$ 353,8 milhões. O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, em inglês) ficou em R$ 116,8 milhões, quase dez vezes superior aos R$ 11 milhões do terceiro trimestre de 2013. Deixe sua opinião (Com Valor)

Vale anuncia novos diretores de Ferrosos e Metais Básicos

A mineradora Vale anunciou, na noite de sexta-feira, que Peter Poppinga será o novo diretor-executivo de Ferrosos da empresa e Jennifer Maki assumirá a diretoria-executiva de Metais Básicos, segundo comunicado enviado ao mercado. A empresa informou que José Carlos Martins, que ocupava o cargo de diretor-executivo de Ferrosos, está deixando a Vale, sem dar detalhes. O novo diretor trabalha na empresa desde 1999 e em 2011 foi nomeado diretor-executivo de Metais Básicos e Tecnologia da Informação. Já Jennifer Maki começou a trabalhar na Vale em 1993 e desde janeiro de 2014 ocupava a posição de diretora de Finanças e Administração de Metais Básicos. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Ações da Eletrobras caem forte, após prejuízo quase triplicar

As ações da Eletrobras aprofundavam as fortes perdas da sexta-feira na abertura deste pregão, após a estatal divulgar que seu prejuízo no terceiro trimestre quase triplicou, chegando a R$ 2,7 bilhões. Por volta de 10h11, a ação preferencial da estatal (ELET6) perdia 6,23%, a R$ 7,53, e a ordinária (ELET3) caía 3,54%, a R$ 5,45. No mesmo instante, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, recuava 0,41%. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bolsa abre em queda e dólar sobe, acima de R$ 2,61; siga

A Bolsa abriu em queda nesta segunda-feira (17) e o dólar operava em alta, acima de R$ 2,61. Por volta das 10h15, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, caía 0,22%, aos 51.656,83 pontos. No mesmo momento, o dólar comercial tinha alta de 0,44%, a R$ 2,612 na venda. Com a volta da presidente Dilma Rousseff da cúpula do G20 na Austrália, cresce a expectativa em torno da escolha e anúncio da nova equipe econômica do governo, que divide atenções com os desdobramentos da operação Lava Jato e a conferência da Petrobras com investidores. Mais cedo, o Banco Central informou que o IBC-Br, considerado espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), avançou 0,59% entre julho e setembro em relação ao segundo trimestre. Deixe sua opinião (Com Reuters)

BC vende 4.000 contratos de dólar em leilão diário

Nesta manhã, o Banco Central vendeu a oferta total de até 4.000 swaps cambiais, que equivalem à venda futura de dólares, pelas atuações diárias. Foram vendidos 3.000 contratos para 1º de junho e 1.000 contratos para 1º de setembro de 2015. O BC também ofertará nesta sessão até 14 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em 1º de dezembro, equivalentes a US$ 9,831 bilhões, mais do que os 9.000 que vinha ofertando até então. Ao todo, a autoridade monetária já rolou cerca de 40% do lote total. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Anac autoriza entrada dos Correios na Rio Linhas Aéreas

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deu autorização prévia para a compra de 49,99% das ações da Rio Linhas Aéreas pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). A decisão já tinha sido aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e aguarda liberação dos Ministérios da Fazenda, do Planejamento e das Comunicações. Atualmente, o transporte aéreo da carga postal é feito por 13 linhas aéreas, que transportam 500 toneladas por dia ao custo de R$ 500 milhões por ano. Os Correios devem fazer aporte inicial de R$ 24 milhões na Rio e o retorno do investimento deve ocorrer em sete meses após o início das operações, prevista para este ano ainda. Deixe sua opinião (Com Estadão Conteúdo)

Anac autoriza entrada dos Correios na Rio Linhas Aéreas - Reprodução

Cielo pode assumir negócio de cartões do BB

O Banco do Brasil e a empresa de pagamentos eletrônicos Cielo informaram nesta segunda-feira que existem negociações em curso entre a Cielo e a BB Elo Cartões Participações, subsidiária do banco público, com relação à gestão das transações de cartões de crédito e débito. O posicionamento das companhias vêm a público após o colunista Lauro Jardim, da revista "Veja", ter publicado no fim de semana que a Cielo pagaria R$ 9 bilhões ao BB pelo direto de assumir a retaguarda, prover serviços e cuidar da parte operacional de toda sua área de cartões de crédito. Em comunicados enviados ao mercado separadamente, as companhias disseram que as negociações ainda não foram concluídas. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Economia brasileira cresceu 0,59% no 3º trimestre, diz BC

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), subiu 0,40% em setembro na comparação com agosto, de acordo com dados dessazonalizados, informou o BC nesta segunda-feira. Em agosto, o indicador havia subido 0,20% em relação ao mês anterior. No terceiro trimestre deste ano comparado ao período anterior, o IBC-Br mostrou avanço de 0,59%, após a queda de 0,79% entre abril e junho em relação ao primeiro trimestre. O IBC-Br incorpora estimativas para a produção nos três setores básicos da economia: serviços, indústria e agropecuária, assim como os impostos sobre os produtos. Deixe sua opinião (Com Reuters) 

Produção de petróleo e gás cresce 9% no 3º trimestre, diz Petrobras

No terceiro trimestre de 2014, a produção da Petrobras no Brasil atingiu a média de 2,090 milhões de barris por dia, 9% acima do mesmo período do ano passado. A produção total alcançou 2,207 milhões de barris por dia. Em outubro, a média foi de 2,126 milhões de barris por dia. A produção de gás natural cresceu 7% em relação ao trimestre anterior, alcançando 441 mil barris por dia. Já havia expectativa que a petroleira publicasse dados operacionais na manhã desta segunda-feira, após o adiamento do balanço em meio à operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga um esquema de desvio e lavagem de dinheiro. Um balanço não auditado deve ser publicado no dia 12 de dezembro e não há previsão de quando os resultados receberão o aval da empresa de auditoria PwC. Deixe sua opinião (Com Valor)

Bolsas da Ásia caem após recessão no Japão

As ações japonesas tiveram a maior queda diária desde agosto nesta segunda-feira após o Japão ter entrado inesperadamente em recessão no terceiro trimestre. O Nikkei fechou em queda de 2,96%, aos 16.973 pontos. As ações de Hong Kong fecharam em queda de 1,21%. A Bolsa de Xangai caiu 0,15%, a do Taiwan perdeu 1,10%, a de Cingapura recuou 0,81% e a de Sydney, 0,77%. A Bolsa de Seul fechou com leve baixa de 0,08%. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Economistas aumentam levemente expectativa para inflação e PIB em 2014

Economistas de instituições financeiras elevaram levemente a estimativa para a inflação oficial e para o crescimento econômico neste ano, mantendo quase todas as outras previsões, mostrou nesta segunda-feira a pesquisa Focus do Banco Central. A projeção para a alta da inflação, medida pelo IPCA, neste ano subiu a 6,40%, contra 6,39% na semana anterior. Para 2015, as contas permaneceram com alta de 6,40%. Já a expectativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano passou a 0,21%, em relação aos 0,20% no último levantamento. Para 2015, a estimativa de expansão de 0,80% não foi mexida. Sobre o dólar, os especialistas consultados elevaram pela terceira semana seguida suas perspectivas, a R$ 2,53 no final deste ano, ante R$ 2,50. Para 2015, as contas também foram elevadas, a R$ 2,61, sobre R$ 2,60. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Prejuízo da Eletrobras quase triplica, para R$ 2,7 bi

A Eletrobras (ELET6) teve prejuízo de R$ 2,7 bilhões no terceiro trimestre deste ano, uma alta de 195% em relação ao resultado negativo de R$ 915 milhões no mesmo período do ano passado, informou a companhia na noite de sexta-feira (14). O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado do terceiro trimestre foi negativo em R$ 2,5 bilhões. A receita operacional líquida atingiu R$ 6,6 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 8,4% na mesma base de comparação. Segundo comunicado à imprensa enviado pela companhia, o resultado foi afetado pela alta da energia elétrica comprada para revenda, que atingiu R$ 3,1 bilhões, devido à seca. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Japão entra em recessão no 3º trimestre

A economia do Japão entrou em recessão no terceiro trimestre, ao encolher 1,6%, em dados anualizados. O aumento de impostos de abril a 8%, ante 5%, levou a uma contração econômica de 7,3% no segundo trimestre, em dados revisados, a maior queda desde a crise financeira global. O segundo trimestre consecutivo de contração reforça os sinais de que a terceira maior economia do mundo tem mostrando recuperação lenta do consumo depois do primeiro aumento de impostos em abril. Agora, espera-se que o premiê Shinzo Abe adie o segundo aumento de impostos no próximo ano. Deixe sua opinião (Com Reuters)  

Comente as notícias no Direto da Bolsa

O Direto da Bolsa tem espaço para comentários. Deixe sua opinião sobre as principais notícias do dia sobre mercado financeiro, ações, câmbio e investimentos no Brasil e no mundo.

Conversor de moedas

Resultado:

Cursos Online
UOL Cursos Online

Câmbio

Dólar comercial - 03/11/2020 17h00
Compra Venda Variação
Dólar com. 5,7600 5,7609 +0,39%
Dólar tur. 5,7200 6,0700 +0,17%
Euro 6,7287 6,7303 +0,67%
Libra 7,4871 7,4888 +0,92%
Pesos arg. 0,0728 0,0729 -0,14%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Entenda

Bolsas de Valores

Bovespa - 03/11/2020 18h55 - 96.318,76
Variação
Brasil | Bovespa +2,52%
EUA | Nasdaq +0.70%
França | CAC 40 +2.44%
Japão | Nikkei -0.22%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações de destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Álbuns especiais

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 37,530 0,0%
Ouro US$ 1907,550 +0,62%
Prata US$ 24,170 +0,42%
Platina US$ 875,555 +1,02%
Paládio US$ 2302,003 +3,28%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 954,00 2018
Global 40 +112,32% 17.Mar.2020
TR 0,0% 17.Mar.2020
CDI +1,9% 03.Nov.2020
SELIC +6,5% 01.ago.2018
IPCA +0,33% jul.18

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA jul.18 +0,33%
IPC-Fipe jul.18 +0,23%
IGP-M jul.18 +0,51%
INPC jul.18 +0,25%

Fonte Thompson Reuters

UOL Cursos Online

Todos os cursos