PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Bancos públicos e privados do DF serão fechados até 5 de abril

10.abr.2017 - Fila pára sacar o FGTS em agência da Caixa na av. Viltal Brasil, no Butantã, em São Paulo  - Edson Lopes Jr./UOL
10.abr.2017 - Fila pára sacar o FGTS em agência da Caixa na av. Viltal Brasil, no Butantã, em São Paulo Imagem: Edson Lopes Jr./UOL
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

19/03/2020 19h12

No decreto assinado hoje (19) pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), foi determinado a suspensão do atendimento ao público em todas as agências bancárias e cooperativas de crédito no Distrito Federal. A proibição se estende aos bancos públicos e privados e tem validade até o dia 05 de abril.

Segundo o texto do decreto, não se enquadram na proibição atendimentos referentes aos programas bancários destinados a aliviar as consequências econômicas do novo Coronavírus, bem como os atendimentos de pessoas com doenças graves.

Atividade essencial

Em nota divulgada mais cedo, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) afirmou que as agências bancárias permanecem abertas, com atendimento aos seus clientes, priorizando os públicos mais vulneráveis, como o de aposentados e pensionistas.

"Cumprindo orientação do Banco Central para enfrentar as dificuldades trazidas pela pandemia de coronavírus, os bancos deverão, pontualmente e por períodos limitados de tempo, alterar horários de atendimento ou suspender serviços em agências selecionadas. Os clientes serão informados adequadamente pelos canais de comunicação de cada banco", diz a entidade.

A Febraban recomenda o uso de canais virtuais e destaca que por meio do celular e internet, os usuários podem realizar uma séria de serviços como pagamento de contas, consulta de saldos e extratos e transferências financeiras.

"Ao evitar voluntariamente ir às agências bancárias, todos colaborarão para que os bancos possam priorizar o atendimento aos grupos mais vulneráveis, protegendo todos, inclusive os bancários, com a redução do fluxo de pessoas necessária aos esforços contra a disseminação do vírus COVID-19", ressalta a nota.

Caixa anuncia controle de acesso

A CAIXA anuncia ontem (18) que passará a adotar o acesso controlado da entrada e saída de clientes em agências. O fluxo de pessoas no interior das agências será limitado a, no máximo, 50% da capacidade dos assentos das unidades, para que seja possível manter a distância de no mínimo um metro entre as pessoas.

O banco também vai realizar, em algumas unidades selecionadas, uma abertura antecipada de uma hora para atender os clientes idosos e outros são considerados como grupo de risco para o coronavírus.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.