PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Coluna

Carla Araújo


Datas da 3ª parcela dos R$ 600 devem sair esta semana, mas não há dia certo

Auxílio emergencial, Caixa - Marcello Zambrana/AGIF/Estadão Conteúdo
Auxílio emergencial, Caixa Imagem: Marcello Zambrana/AGIF/Estadão Conteúdo
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

22/06/2020 18h38

O Ministério da Cidadania prevê divulgar as datas para o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial ainda essa semana, mas não informou a data exata.

O ministro Onyx Lorenzoni fará uma reunião no início da noite desta segunda-feira (22) com representantes da Caixa Econômica e do Banco Central justamente para tratar do planejamento dos pagamentos.

O auxílio foi criado em abril para ajudar trabalhadores sem carteira assinada, autônomos, MEIs e desempregados durante a crise gerada pela pandemia do coronavírus.

A princípio, os ministérios da Economia e da Cidadania acertaram o pagamento de três parcelas, mas já há pressão para que o benefício seja prorrogado.

Nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro disse que o governo vai negociar com o Congresso um novo valor para a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial, mas destacou que a manutenção da ajuda no valor atual de R$ 600 não será possível.

"União não aguenta outro desse mesmo montante que por mês nos custa cerca de R$ 50 bilhões. Se o país se endividar demais, vamos ter problema", disse o presidente, em entrevista após evento de lançamento do canal de TV Agromais, da Bandeirantes.

Carla Araújo