PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Carla Araújo

Funcionários dos Correios apoiam demissão voluntária, mas pedem concursos

Agência dos correios em curitiba - Estadão Conteúdo
Agência dos correios em curitiba Imagem: Estadão Conteúdo
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

04/12/2020 17h34

A presidente da Associação dos Profissionais dos Correios (ADCAP), Maria Inês Capelli Fulginiti, afirmou que o Plano de Desligamento Incentivado (PDI/2020) anunciado nesta sexta-feira pelos Correios é um "instrumento válido de gestão de RH", mas afirmou que o desligamento de trabalhadores deve acontecer junto a um planejamento para abertura de novas vagas.

"Simultaneamente a um PDI, os Correios deveriam estar anunciando um concurso público para contratar pessoal em início de carreira, de forma a cobrir as lacunas existentes e poder assegurar adequada prestação de serviços", afirmou a presidente à coluna. A ADCAP reúne atualmente cerca de 10 mil funcionários e ex-funcionários da estatal,

De hoje até o dia 15 de janeiro, funcionários aposentados, ou aqueles que atuam em cargo em extinção na empresa poderão se inscrever no programa. Também faz parte do público que pode aderir ao plano funcionários que estejam na estatal há mais de 15 anos.

A estimativa dos Correios é que o público elegível para ser incluído no plano é de cerca de 14 mil empregados.

Maria Inês disse ainda que vê o programa como "algo natural numa grande organização como os Correios".

"Sem entrar no mérito do valor do incentivo, a ADCAP entende que um PDI é algo que pode ser feito a cada ciclo de tempo e que é benéfico tanto para os empregados, que se desligam com um incentivo, quanto para a Empresa, que economiza com salários e encargos", disse.

Para o presidente da estatal, general Floriano Peixoto, a iniciativa "ao contrário do propagado por alguns setores, não é um mero "enxugamento" da empresa. "Nem tampouco se trata de "desmanche" ou "sucateamento": é uma adequação da força de trabalho ao contexto atual dos Correios", diz.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.