PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Pacote para caminhoneiro terá crédito da Caixa com taxa de até 54,7% ao ano

Presidente Bolsonaro e presidente da Caixa anunciarão novas medidas em evento no Palácio do Planalto - Reprodução/YouTube
Presidente Bolsonaro e presidente da Caixa anunciarão novas medidas em evento no Palácio do Planalto Imagem: Reprodução/YouTube
Carla Araújo Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Carla Araújo

Do UOL, em Brasília

18/05/2021 14h06

Enquanto o governo ainda não consegue atender a demanda dos caminhoneiros com medidas para proteção contra a alta do diesel, o presidente Jair Bolsonaro encomendou à Caixa Econômica Federal um pacote de produtos do banco para ser oferecido à categoria.

Em evento na tarde desta terça-feira (18), no Palácio do Planalto, o presidente do banco, Pedro Guimarães, fará uma série de anúncios dentro do programa que foi batizado de "Gigantes do Asfalto". Além de linhas de crédito, a Caixa vai oferecer produtos como cartão de crédito com isenção da primeira anuidade e previdência privada, com descontos na taxa de administração.

O banco também anunciará a ampliação da campanha de renegociação de dívidas. Segundo apurou a coluna, o pagamento de dívidas poderá ser feito em até 96 meses, com taxas de juros a partir de 1,14% ao mês (14,57% ao ano).

Para quem optar por quitar à vista as dívidas comerciais com atraso superior a 360 dias será oferecido um desconto de até 90%.

Linhas de crédito para autônomos

Para os caminhoneiros autônomos, a Caixa vai oferecer três linhas de crédito, com juros que variam de 7,44% a 54,65% ao ano.

A título de comparação, no início do ano, a Caixa ofereceu novas linhas de crédito rural. Para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), voltado a pequenos agricultores e assentados da reforma agrária, a taxa de juros foi a partir de 2,75% ao ano.

Também para comparar, os juros médios do empréstimo pessoal no país são de 33,7% ao ano, de acordo com o Banco Central. Desconsiderando as linhas de consignado, que são mais baixas, os juros nessa modalidade chegam a 87,3% ao ano.

Linha 1

Uma delas é uma linha de Crédito Direto ao Consumidor (CDC), com taxas de juros que variam de 3,01% a 3,7% ao mês (44,25% a 54,65% ao ano), com carência de até 60 dias para o pagamento da primeira parcela e prazo de até 60 meses para amortização.

Linha 2

Também será oferecida uma linha que utiliza o imóvel do cliente como garantia, chamada de Real Caixa Fácil. O valor do empréstimo pode ser de até 60% do valor do imóvel e o prazo para pagamento será de até 180 meses.

Neste caso, o caminhoneiro poderá escolher o índice de atualização da dívida (TR, IPCA ou Taxa Fixa), e as taxas de juros variam de 0,6% a 1,1% ao mês (7,44% a 14,03% ao ano), de acordo com o indexador e perfil do cliente.

Linha 3

O banco deve anunciar também durante o evento a linha de crédito GiroCaixa Fácil Caminhoneiro, uma modalidade de antecipação de recebíveis de frete que será ofertada apenas no fim de junho. Os detalhes desta linha, que usará o aplicativo Caixa Tem para a aquisição, ainda estavam sendo fechados.

Pontos de parada

Uma das reivindicações dos caminhoneiros, a melhoria dos pontos de parada e descanso (PPD), também está no programa que a Caixa vai anunciar hoje.

O banco público irá oferecer financiamento de projetos de PPD com linha de crédito para estabelecimentos certificados, com taxas a partir de 0,99% ao mês e prazo de até 120 meses para pagamento.

Para obter o financiamento, de acordo com os critérios estabelecidos pelo banco, o projeto deve prever estacionamento exclusivo, dormitórios, vestiários e internet gratuita.

Governo já teve crédito do BNDES para caminhoneiro

Não é a primeira vez que o governo cria linha de crédito para caminhoneiros. Em 2019, o governo Bolsonaro lançou um programa pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), em meio a um pacote de medidas para acalmar ameaças de greve.

O BNDES Crédito Caminhoneiro, voltado à concessão de empréstimos para manutenção de caminhões, encontra-se suspenso.