PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

No governo Bolsonaro, confiança nas Forças Armadas cai de 70% para 58%

O presidente Jair Bolsonaro, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército  - Marcos Corrêa/PR
O presidente Jair Bolsonaro, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Imagem: Marcos Corrêa/PR
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

11/06/2021 15h14

Em dezembro de 2018, quando o presidente Jair Bolsonaro ainda não havia tomado posse, o índice de confiança dos brasileiros nas Forças Armadas era de 70%. Agora, em junho de 2021, o índice caiu para 58%. Os dados são da pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (11).

O levantamento mostra que o prestígio e a confiança da população brasileira nos militares têm apresentado uma trajetória de queda durante todo o governo Bolsonaro.

Em abril de 2019, 66% dos brasileiros confiavam nas Forças Armadas. Na pesquisa seguinte, em janeiro de 2020, o índice de confiança caiu para 63%. Depois, em fevereiro de 2021, caiu para 62%. E agora, em junho, chegou à marca de 58% de confiança.

O índice mais baixo de confiança nas Forças Armadas acontece logo depois do imbróglio envolvendo o ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello, que é militar da ativa e recentemente foi absolvido pelo Exército por participação em um ato com o presidente Bolsonaro.

Queda também entre eleitores de Bolsonaro

A pesquisa divide ainda a opinião dos entrevistados entre o público que compõe o eleitorado do presidente e o que não votou em Bolsonaro.

Apesar do índice de confiança, no caso daqueles que votaram em Bolsonaro ser maior do que no restante do público, neste caso também há uma tendência de queda.

Segundo o levantamento, em dezembro de 2018, 86% dos eleitores de Bolsonaro diziam ter confiança nas Forças Armadas. Agora, em junho, o número caiu para 76%.

Já entre aqueles que não votaram no presidente, o índice em dezembro de 2018 era de 55% e agora está em 43%.