PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

TCU aprova, com ressalvas, contas do governo Bolsonaro em 2020

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Walton Alencar Rodrigues, em sessão de 2015 - Alan Marques/Folhapress
O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Walton Alencar Rodrigues, em sessão de 2015 Imagem: Alan Marques/Folhapress
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

30/06/2021 13h49

O TCU (Tribunal de Contas da União) aprovou nesta quarta-feira (30) em um parecer prévio as contas do governo do presidente Jair Bolsonaro relativas ao exercício de 2020. A aprovação foi unânime.

Os ministros do TCU seguiram a indicação do relator, ministro Walton Alencar Rodrigues. A sessão de hoje foi acompanhada remotamente pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que, no entanto, não fez nenhuma declaração.

Apesar da aprovação, o relator apresentou algumas ressalvas às contas, ao apontar irregularidades ou distorções, que, segundo ele, não comprometem a avaliação as contas.

No relatório, o ministro do TCU destacou que "os elementos auditados permitem a emissão de opinião conclusiva sobre a confiabilidade e a transparência das informações registradas no Balanço Geral da União de 2020".

Em seu voto, o relator afirmou que as análises relativas ao exercício de 2020 trouxeram novos desafios por conta impactos da pandemia da covid-19 na atuação governamental e nos componentes da prestação de contas do Presidente da República.

O ministro destacou ainda que em 2020, em decorrência da pandemia, uma série de regras fiscais foram suspensas e as contas públicas sofreram graves impactos e fez uma avaliação do desafio futuro.

"Os anos seguintes apresentarão aos responsáveis pela gestão fiscal desafios ainda maiores para manutenção do equilíbrio e cumprimento das regras fiscais, associados à implementação de políticas públicas que atendam aos anseios da sociedade".

Agora, o parecer prévio do TCU é encaminhado ao Congresso Nacional para uma aprovação final.