PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Lula estuda lançar pré-candidatura no dia 1º de maio em ato aberto em SP

Lula participa de evento de filiação de Roberto Requião - Reprodução/Twitter/LulaOficial
Lula participa de evento de filiação de Roberto Requião Imagem: Reprodução/Twitter/LulaOficial
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

23/03/2022 14h08

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalia junto a seus principais auxiliares o lançamento de sua pré-candidatura à Presidência em um ato público no dia 1º de maio, em São Paulo. Segundo fontes do partido ouvidos pela coluna, a ideia é juntar o ato político às festividades pelo Dia do Trabalho, junto com movimentos sindicais e sociais.

O martelo não está batido oficialmente e ainda há quem defenda na cúpula petista que o lançamento aconteça no dia 9 de abril, data prevista pela organização da campanha anteriormente.

Apesar disso, por conta da proximidade da data e com diversos acordos partidários a serem costurados, a tendência no momento é postergar o ato. Por conta dos feriados de abril, a data de 1º de maio ganhou força.

Lula já avisou aos correligionários que quer um ato aberto e o partido estuda ao menos três localidades na capital paulista: o Vale do Anhangabaú, que tradicionalmente recebe as festividades do Dia do Trabalho; a Avenida Paulista, que é fechada aos domingos, e o Pacaembu.

Receio com Justiça Eleitoral

Assim como o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, mostra receio com possível crime eleitoral no lançamento da pré-candidatura do presidente no próximo domingo (27), o entorno do petista também ressalta a importância de evitar questionamentos jurídicos com o lançamento da pré-candidatura de Lula.

Segundo uma fonte do PT, é preciso reforçar à militância que ainda é proibido pedir votos de forma explícita. Alguns membros do partido têm, inclusive, feito consultas informais ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para calibrar o ato político.

Nesta quinta-feira (24), o diretório nacional do PT tem agendada uma reunião que pode definir de vez o calendário da campanha petista.