IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Empregos e carreiras


Informalidade bate recorde, e 1 a cada 4 pessoas trabalha por conta própria

Do UOL, em São Paulo

31/01/2019 14h22

O Brasil registrou em 2018 recorde de trabalhadores sem carteira assinada, e a informalidade atingiu o maior nível desde 2012, quando o IBGE começou a fazer sua atual pesquisa. O trabalho por conta própria, por exemplo, garantiu o sustento de praticamente um em cada quatro brasileiros (25,4%).

No ano passado, eram 11,2 milhões de empregados informais no setor privado, além de 23,3 milhões de pessoas trabalhando por conta própria. A soma desses dois números superou o total de empregados com carteira assinada no setor privado (32,9 milhões).

Em relação aos empregados domésticos, o país somou 6,2 milhões de pessoas nessa condição em 2018. Desse montante, menos de um terço (29,2%) tinha carteira assinada. É o menor percentual desde 2012.

Os dados são da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua e foram divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (31).

Renda baixa, falta de segurança

Segundo o IBGE, o desemprego fechou 2018 em queda, algo que não acontecia havia três anos. A taxa média de desocupação foi de 12,3%, contra 12,7% em 2017. No ano passado, 12,8 milhões de brasileiros estavam sem emprego, menos que os 13,2 milhões de 2017.

"Desde o segundo trimestre de 2018, percebeu-se uma queda significativa da desocupação, o que seria uma notícia excelente não fosse o fato de ela vir acompanhada por informalidade. Ou seja, em termos de qualidade, há uma falha nesse processo de recuperação", declarou Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE.

Segundo ele, a informalidade vem acompanhada por uma série de fatores desfavoráveis, como a falta de estabilidade, o rendimento baixo e a falta da segurança previdenciária.

Desempregados contam como estão se virando enquanto não acham trabalho

UOL Notícias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Empregos e carreiras