Bolsas

Câmbio

Só pode investir por 1 ano? Veja o que rende mais: poupança, CDB ou Tesouro

Sophia Camargo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Thinkstock

Você tem um dinheiro sobrando, mas só pode investir por um ano porque vai precisar usá-lo?

Diante desse prazo definido, várias aplicações de renda fixa podem ser mais interessantes que a poupança, mas é preciso cuidado, porque custos variados, como Imposto de Renda e taxa de custódia, podem comer seu ganho. A poupança não tem taxas nem impostos e não exige um tempo mínimo para o resgate do dinheiro, mas a rentabilidade não está boa.

Como decidir qual investimento dará o maior retorno? Para decidir, é preciso avaliar as taxas, os prazos e a rentabilidade.

"Não existe o melhor ou o pior investimento, mas aquele que é mais adequado à necessidade do investidor", afirma Amerson Magalhães, diretor da corretora Easynvest.

Veja as diferenças

O que faz a diferença na rentabilidade é um conjunto de fatores, explica o especialista: prazo, valor investido, custos embutidos na aplicação. Veja como:

Prazo: quanto maior o prazo da aplicação, maior a rentabilidade.

Valor: quanto maior o valor investido, maior também tende a ser a rentabilidade. No caso de CDB e LCI, por exemplo, uma pessoa que tenha R$ 5.000 para investir encontrará rendimentos menores do que uma pessoa que tenha um capital de R$ 500 mil, por exemplo. O mesmo não vale para o Tesouro Selic e a poupança, que remuneram qualquer valor da mesma forma, explica o professor Alexandre Cabral, do Instituto de Administração (FIA).

Custos: quanto menores os custos, maior a rentabilidade. É preciso observar taxas de administração e impostos. O IR sobre algumas aplicações, como CDB e Tesouro, diminui com o tempo: até seis meses, a taxa é de 22,5%. Após dois anos, cai para 15%.

A pedido do UOL, Magalhães comparou poupança, Tesouro Selic, LCI e CDB para saber qual renderia mais. O valor investido considerado foi de R$ 5.000 pelo prazo de um ano. Considerou-se a taxa Selic de 14,15% ao ano e o CDI, de 14,13% ao ano e Imposto de Renda de 17,5% ao ano. As rentabilidades prometidas para LCI e CDB foram obtidas na sexta-feira (29).

A taxa Selic é diferente da taxa meta Selic, que hoje está em 14,25% ao ano. A taxa Selic é a média das taxas de empréstimos entre as instituições financeiras e atualmente está em 14,15%. "Nenhuma aplicação rende a taxa meta Selic, de 14,25% ao ano", explica o professor do Instituto de Administração (FIA), Alexandre Cabral.

Veja a comparação de rendimento de R$ 5.000 em um ano:

CDB

  • Taxa de remuneração: 113% do CDI
  • Taxa de administração: 0
  • Imposto de Renda: R$ 140,34
  • Rendimento líquido: R$ 661,59
  • Valor total no fim do período: R$ 5.661,59

LCI

  • Taxa de remuneração: 94% do CDI
  • Taxa de administração: 0
  • Imposto de Renda: 0
  • Rendimento líquido: R$ 658,65
  • Valor total no fim do período: R$ 5.658,65

Tesouro Direto (Tesouro Selic)

  • Taxa de remuneração: 100% da taxa Selic
  • Taxa de administração: 0
  • Taxa de custódia: R$ 14,94
  • Imposto de Renda: R$ 123,29 
  • Rendimento líquido: R$ 566,27
  • Valor total no fim do período: R$ 5.566,27

Poupança

  • Taxa de remuneração: TR + 0,5% a.a.
  • Taxa de administração: 0
  • Imposto de Renda: 0
  • Rendimento líquido: R$ 410,58
  • Valor total no fim do período: R$ 5.410,58

Nestas condições, o CDB seria a opção mais rentável. Mas será que esse seria o investimento ideal?

Magalhães explica que, para garantir essas rentabilidades, tanto o dinheiro aplicado no CDB quanto na LCI precisariam ficar investidos durante um ano, que é o prazo de carência. Portanto, se a pessoa precisa ter a segurança de contar com esse dinheiro a qualquer momento, ela não deve escolher essas aplicações. 

"Para um reserva de emergência, o Tesouro Selic é imbatível", diz o executivo.

O professor Cabral concorda. "A poupança só tem rendimento depois de 30 dias, a rentabilidade do Tesouro é diária. A única coisa ruim do Tesouro é que o dinheiro cai na conta só no dia seguinte", diz. O saque da poupança é imediato. Clique aqui para ler mais sobre comparação entre poupança e Tesouro Direto.

CDB de grande banco paga menos

Para obter uma rentabilidade maior no CDB, é preciso recorrer a papéis de bancos menores, que oferecem mais risco. Nesse caso, recomenda-se manter a aplicação dentro do limite de R$ 250 mil oferecidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos).

Segundo Magalhães, os grandes bancos costumam oferecer uma remuneração média de 85% do CDI para seus CDBs, podendo ser maior ou menor conforme os valores investidos. "Mas dificilmente pagam mais do que 100% do CDI, mesmo para valores maiores", diz.

Considerando uma remuneração de 85% do CDI, a aplicação de R$ 5.000 em um ano renderia R$ 488,41, já descontados R$ 103,60 de IR. Neste caso, o valor só seria superior ao obtido na poupança.

Taxa também faz diferença no Tesouro

Toda aplicação no Tesouro Direto tem o desconto de 0,30% de taxa de custódia. Mas, além disso, bancos e corretoras podem cobrar uma taxa de administração. A maioria cobra uma taxa de 0,5% ao ano. Esta taxa também implica uma diferença na rentabilidade.

Sem a cobrança de taxa de administração, o investimento em R$ 5.000 após um ano no Tesouro teria um rendimento líquido de R$ 566,27. Se a corretora ou banco cobrassem uma taxa de administração de 0,5% ao ano, o rendimento líquido cairia para R$ 541,37.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos