PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Congresso dos EUA negocia ajuda a pequenas empresas afetadas pela pandemia

5.mar.2020 A presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, se reuniu com o secretário do Tesouro - Saul Loeb/AFP
5.mar.2020 A presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, se reuniu com o secretário do Tesouro Imagem: Saul Loeb/AFP

Da AFP, em Washington

03/08/2020 21h02

Democratas e republicanos continuaram hoje as negociações sobre o programa de auxílio a pequenas empresas nos Estados Unidos, para que elas atravessem a pandemia.

Executivos de grupos como Walmart, Facebook, Microsoft, Google e Starbucks alertaram para os danos "catastróficos" aos negócios e empregos motivados pela interrupção das atividades em combate à disseminação do coronavírus.

A presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, se reuniu novamente com o secretário do Tesouro Steven Mnuchin, uma reunião chamada de "produtiva" pela Casa Branca.

Segundo o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, os partidos "estão se aproximando". Ele acrescentou, porém, que depois de revisar os números que cada lado quer adicionar ao novo pacote de ajuda, "há um monte de questões pendentes".

No momento, não há expectativa de que um acordo seja alcançado rapidamente. Enquanto o debate continua, milhões de trabalhadores nos EUA acabaram de perder seus pagamentos complementares por desemprego, de US$ 600, que expiraram na última sexta-feira. Além disso, muitas famílias correm o risco de perder suas casas após o fim de uma suspensão de despejos.

Pelosi voltou a rejeitar a proposta republicana de reduzir o benefício a US$ 200, valor que ela considera insuficientes para suprir as necessidades das famílias norte-americanas.

"Milhões de crianças em nosso país estão em insegurança alimentar. Milhões de pessoas em nosso país estão preocupadas em serem despejadas. Dezenas de milhões de pessoas estão recebendo seguro-desemprego", disse a democrata.

Ela indicou, no entanto, que as negociações estão avançando. "Temos ainda nossas diferenças, estamos tentando ter um entendimento mais claro de quais são as necessidades."

Em uma carta aos líderes do Congresso, os diretores de grandes corporações americanas afirmaram que pequenas empresas, em sua maioria, não têm dinheiro em caixa para esperar pela vacina contra o coronavírus. Por isso, enfrentam "uma potencial ruína financeira que fará com que a atual crise econômica da nação dure por anos a mais do que o necessário".