PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Visa, Mastercard e Amex impedem bancos russos de usarem suas redes

01/03/2022 14h36Atualizada em 02/03/2022 07h08

As empresas de cartão de crédito americanas Visa, Mastercard e American Express tomaram medidas para implementar as sanções impostas à Rússia após a invasão da Ucrânia, impedindo os bancos russos de usar sua rede.

A Mastercard "bloqueou várias instituições financeiras" em sua rede de pagamentos "em resposta às ordens de imposição de sanções", disse o diretor-geral da empresa em uma mensagem publicada na noite de segunda-feira.

"Continuaremos a trabalhar com os reguladores nos próximos dias para respeitar plenamente nossas obrigações", afirmou Michael Miebach.

A Visa, por sua vez, indicou em seu site que "toma rapidamente medidas para garantir o respeito às sanções aplicáveis". O grupo observa que está "pronto para cumprir quaisquer sanções adicionais que possam ser implementadas".

Embora suas atividades na Rússia eram "limitadas", a emissora de cartões American Express disse que "respeita as sanções dos EUA e internacionais desde o início da crise".

Isso "nos fez interromper nosso relacionamento com os parceiros bancários afetados na Rússia e continuaremos a cumprir todas as leis aplicáveis à medida que a situação evolui", disse o CEO do Grupo, Stephen Squeri, em mensagem aos funcionários publicada no site da empresa.

Em suas mensagens, os diretores da Mastercard e da American Express também enfatizaram que vão monitorar de perto a integridade das redes de pagamento, principalmente diante de possíveis ciberataques.

Os Estados Unidos e vários países ocidentais adotaram sanções contra grandes bancos e indivíduos russos.

Para as emissoras de cartões de crédito, isso implica em suspender o acesso das entidades sancionadas à sua rede.

Pressão econômica contra a Rússia

Estados Unidos, União Europeia e outros países anunciaram que irão excluir alguns bancos russos do sistema internacional de pagamentos bancários Swift e de qualquer transação com o Banco Central da Rússia — medida que trará impactos também para a economia mundial e a do Brasil.

Nesta terça, foi a vez do Reino Unido de anunciar que incluiu o maior banco da Rússia, o Sberbank, à lista de entidades russas alvos de sanções no Reino Unido. Diversas empresas estão anunciando que vão sair da Europa ou interromper a produção, como foi o caso da Hyundai em São Petersburgo, a segunda maior de Moscou. A empresa planeja retomar a produção da unidade no dia 9.

Mapa Rússia invade a Ucrânia - 26.02.2022 - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL