Dona da Burger King está perto de comprar rede Popeyes, dizem fontes

Ruth David e Ed Hammond

(Bloomberg) -- A Restaurant Brands International, proprietária da Burger King, está em negociações avançadas com a Popeyes Louisiana Kitchen sobre a aquisição da cadeia de frango frito, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

As negociações entre as empresas estão em andamento e uma transação pode ser anunciada já nesta semana, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque os detalhes não são públicos. Ainda é possível que as negociações não deem certo, disseram as pessoas. A Popeyes tem um valor de mercado de cerca de US$ 1,37 bilhão, enquanto a Restaurant Brands vale US$ 25 bilhões.

As empresas já mantiveram conversações no terceiro trimestre do ano passado, mas não conseguiram chegar a um acordo na época, disseram as pessoas. Burger King renovou seu interesse pela Popeyes no fim da semana passada e fez uma oferta que envolvia principalmente dinheiro, disse uma das pessoas. A cadeia de frango frito contatou possíveis compradores durante o fim de semana, porém nenhuma oferta competitiva se materializou, disse a pessoa.

Uma porta-voz da Popeyes disse que a empresa não iria comentar. Um representante da Restaurant Brands não respondeu imediatamente a um pedido de comentário fora do horário comercial.

Vínculo com a Berkshire Hathaway

A Restaurant Brands, com o apoio da empresa brasileira de private equity 3G Capital, foi criada em 2014, quando a Burger King Worldwide comprou a Tim Hortons e mudou sua sede para o Canadá, país de origem da rede de cafeterias. A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, foi convocada pela 3G para financiar a transação e ainda conserva uma participação na Restaurant Brands.

A história da Popeyes, que tem sede em Atlanta, começou com um único restaurante de frango frito em New Orleans em 1972. A empresa operava e franqueava mais de 2.600 restaurantes nos EUA e em outros 26 países até o dia 2 de outubro, de acordo com seu relatório de resultados do terceiro trimestre.

O frango frito está voltando à tona, e projeta-se que os americanos vão consumir uma quantidade recorde neste ano ? 41,59 quilogramas por pessoa, de acordo com o Conselho Nacional do Frango dos EUA. O consumo disparou mais de 225 por cento desde 1960, embora a quantidade de carne vermelha consumida pela população tenha diminuído.

A agência de notícias Reuters informou no dia 13 de fevereiro que a Restaurant Brands havia abordado a Popeyes em relação a uma possível aquisição, citando pessoas familiarizadas com as negociações. Depois, o jornal New York Post informou no dia seguinte que a Restaurant Brands esteve interessada em comprar a Popeyes alguns meses atrás, mas que havia desistido da transação, citando também uma pessoa não identificada.

As transações na indústria de restaurantes se recuperaram no ano passado, com um total de US$ 7,3 bilhões em aquisições anunciadas, número que contrasta com US$ 4,2 bilhões em 2015, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. A JAB Holding, a empresa de investimento da bilionária família austríaca Reimann, decidiu comprar a Krispy Kreme Doughnuts por US$ 1,35 bilhão em maio, e a Heineken se juntou à Patron Capital para fazer uma oferta pelas ações da operadora de pubs do Reino Unido Punch Taverns em dezembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos