PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Brasil precisa de investimentos em linhas de transmissão e geração, diz Aneel

O diretor da Aneel, André Pepitone da Nóbrega - Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O diretor da Aneel, André Pepitone da Nóbrega Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Denise Luna e Fernanda Nunes

Rio

01/06/2021 15h42Atualizada em 01/06/2021 17h01

A alta de 1,2% do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre deste ano deu sinais de recuperação econômica, com forte crescimento de investimentos das empresas, que cresceram 17%, disse hoje o diretor geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone, no Fórum de Investimentos Brasil 2021.

Segundo Pepitone, a agência reguladora passou por momentos difíceis em 2020, com diversos protocolos sendo modificados da noite para o dia, além da queda de demanda de energia elétrica trazida pela pandemia.

"Mas esse ano o consumo de energia já aumentou em 7% no primeiro trimestre do ano, saindo dos efeitos da covid que tanto nos afetou em 2020. Mas o Brasil ainda tem investimentos grandes para fazer no setor elétrico, principalmente em linhas de transmissão e geração", disse Pepitone, destacando que o Brasil precisa implantar 6 mil megawatts de potência instalada por ano.

Ela afirmou que no setor elétrico o Brasil será um "canteiro de obras até 2030" e o regulador tem que atuar com eficiência para garantir o ambiente de segurança, que já está constituído.

"Nesse ambiente já proporcionamos investimentos da ordem de R$ 930 bilhões nos últimos 22 anos no setor elétrico, e até 2030 vamos precisar de mais R$ 365 bilhões", informou.