PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Consumo em bares e restaurantes deve crescer 30% no Dia dos Namorados

Bares e restaurantes devem aumentar o consumo em 30% com relação ao ano passado. - Reprodução/Twitter
Bares e restaurantes devem aumentar o consumo em 30% com relação ao ano passado. Imagem: Reprodução/Twitter

São Paulo

08/06/2022 15h29

Altamente prejudicados pelo distanciamento social imposto pela pandemia do coronavírus nos últimos dois anos, em 2022 bares e restaurantes devem ver suas vendas crescerem algo como 30% pela ocasião da comemoração do Dia dos Namorados, no próximo domingo,12, em relação ao ano passado.

Trata-se de um avanço expressivo porque, segundo um levantamento feito pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP), no agregado, as vendas por conta do Dia dos Namorados devem crescer 5% na comparação com a mesma dada em 2021.

"Além do aumento no fluxo de vendas, neste ano, bares e restaurantes devem receber 30% a mais de pessoas, quando comparados aos números de 2021. Ao todo, a data deve movimentar 7,2 bilhões de reais em São Paulo", acrescenta o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

Como terceira data mais importante para o varejo, os lojistas afirmam que mesmo com boas expectativas, a inflação deve influenciar o fluxo de vendas no Estado. Sendo assim, os presentes devem ser de menor valor. Roupas, perfumes e chocolates serão os itens mais procurados na data. Flores e acessórios também estarão na lista de produtos e podem resultar em crescimento das vendas, avaliam os organizadores da pesquisa.

Mesmo com a demanda do e-commerce, a maior concentração das vendas vai permanecer no comércio físico - os shoppings e as lojas de rua devem receber o maior fluxo de consumidores. Para a entidade, cerca de um terço das vendas será pelo ambiente virtual e o restante nas lojas físicas.