PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Cesta básica em São Paulo é a mais cara do Brasil; veja ranking do Dieese

Cesta básica em SP custa 777,93, segundo Dieese - Getty Images/iStockphoto
Cesta básica em SP custa 777,93, segundo Dieese Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

08/06/2022 13h51Atualizada em 08/06/2022 14h13

A cesta básica na cidade de São Paulo é a mais cara do Brasil, segundo dados divulgados hoje pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). De acordo com o departamento, o valor da cesta atingiu R$ 777,93 na capital paulista.

O município é seguido por Florianópolis (R$ 772,07), Porto Alegre (R$ 768,76) e Rio de Janeiro (R$ 723,55).

Na comparação do valor da cesta básica entre maio de 2022 e maio de 2021, todas as capitais tiveram alta de preço, com variações que oscilaram entre 13,17%, em Vitória, e 23,94%, em Recife.

Nas cidades do Norte e Nordeste, onde a composição da cesta é diferente das demais capitais, os menores valores médios foram registrados em Aracaju (R$ 548,38) e João Pessoa (R$ 567,67).

Veja a seguir o valor da cesta e a variação mensal medidos pelo Dieese em 17 capitais:

  • São Paulo: R$ 777,93 (-3,24%)
  • Florianópolis: R$ 772,07 (-2,02%)
  • Porto Alegre: R$ 768,76 (-1,55%)
  • Rio de Janeiro: R$ 723,55 (-5,84%)
  • Curitiba: R$ 713,68 (-3,46%)
  • Campo Grande: R$ 706,12 (-7,30%)
  • Vitória: R$ 698,24 (-4,26%)
  • Brasília: R$ 696,34 (-6,10%)
  • Goiânia: R$ 674,63 (-1,21%)
  • Belo Horizonte: R$ 653,12 (-5,81%)
  • Belém: R$ 628,58 (2,99%)
  • Fortaleza: R$ 628,46 (-2,96%)
  • Recife: R$ 595,89 (2,26%)
  • Natal: R$ 586,42 (-1,50%)
  • Salvador: R$ 578,88 (0,53%)
  • João Pessoa: R$ 567,67 (-1,05%)
  • Aracaju: R$ 548,38 (-0,56%)
No mês passado, o tempo médio necessário para adquirir os produtos da cesta básica foi de 120 horas e 52 minutos, menor do que o registrado em abril, de 124 horas e 08 minutos. Em maio de 2021, a jornada necessária ficou em 111 horas e 37 minutos.

Salário mínimo ideal

Levando em conta o preço da cesta básica em São Paulo, o Dieese também calculou que o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 6.535,40, ou 5,39 vezes o mínimo de R$ 1.212,00. Em abril, o valor necessário era de R$ 6.754,33, ou 5,57 vezes o piso mínimo.

Segundo a Constituição, o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.