BC da Suécia deixa juros inalterados, mas sinaliza possibilidade de cortes no 1º semestre

O banco central da Suécia, conhecido como Riksbank, decidiu nesta quinta-feira, 1, deixar sua taxa básica de juros inalterada em 4%, como esperado pelo mercado. Entretanto, o BC apontou a possibilidade de antecipar cortes nas taxas, caso a inflação continue favorável.

Em comunicado, o Riskbank avalia que "há menos risco de a inflação se consolidar em níveis muito elevados", observando que os preços estão caindo "significativamente" no país, ao mesmo tempo em que a atividade econômica desacelera e os salários crescem de forma moderada.

"Se as perspectivas para a inflação continuarem favoráveis, a possibilidade de cortar os juros no primeiro semestre do ano não pode ser descartada", afirmou o BC sueco.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes