PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mídia e Marketing

Sucesso do "PowerPoint do Lula" inspira propagandas de Netflix a Catuaba

Reprodução/MPF
Imagem: Reprodução/MPF

Do UOL, em São Paulo

20/09/2016 12h49

O agora famoso "PowerPoint do Lula" (ferramenta usada pelo Ministério Público Federal do Paraná para apontar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como "o comandante máximo do esquema investigado na Operação Lava Jato") inspirou piadas na internet e até um site que permite criar versões do gráfico.

Algumas empresas tentaram aproveitar a onda do PowerPoint para criar seus próprios memes e fazer propaganda nas redes sociais. Veja abaixo alguns casos.

Netflix

O serviço de transmissão de filmes e séries listou algumas "acusações" contra si, ou o que seriam reclamações bem-humoradas dos clientes. Por exemplo, ter a vida pessoal atrapalhada por assistir Netflix demais.

Burger King

A rede de fast food preferiu contar vantagem e listar algumas características de seus produtos que seriam melhores que as da concorrência (leia-se: McDonald's).

Amazon

A empresa de venda de livros pela internet também optou por listar suas qualidades em versão PowerPoint.

Catuaba Selvagem

A marca de bebida alcoólica apostou em sua ligação com a noite, usando gírias comuns da balada para se valorizar.

Catuaba ppt - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Cremolat

Uma empresa de laticínios aproveitou para fazer propaganda de seus queijos.

T.T. Burger

Essa lanchonete carioca listou itens do seu cardápio no formato PowerPoint.

Entenda o caso

Na última quarta-feira (14), o Ministério Público Federal do Paraná afirmou ter identificado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como "o comandante máximo do esquema investigado na Operação Lava Jato". 

Ao explicar as denúncias, o procurador da República Deltan Dallagnol usou o PowerPoint (aquele programa que permite fazer gráficos e tabelas para ilustrar apresentações). Se quiser ver os originais, clique aqui.

O problema é que os gráficos tinham um visual um pouco amador e desrespeitavam algumas regras de boas práticas em apresentações: traziam informações demais e de maneira desorganizada, tinham erro de digitação e a parte estética deixava a desejar.

Como a internet não perdoa, em questão de minutos depois da denúncia já apareceram versões cômicas dos desenhos. 

Lula denunciado, e agora? Blogueiros do UOL analisam

UOL Notícias

Mídia e Marketing