Topo

Mídia e Marketing


Bancos e cervejas dominam ranking das marcas brasileiras mais valiosas

Luiza Sigulem/Folhapress
Imagem: Luiza Sigulem/Folhapress

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2018-11-22T15:26:47

22/11/2018 15h26

A consultoria global de marcas Interbrand divulgou nesta quinta-feira (22) seu ranking anual com as "25 Marcas Brasileiras Mais Valiosas". Bancos e cervejas dominam o topo da lista.

Itaú Unibanco continua na liderança, com um valor de marca de R$ 29,7 bilhões. O banco ocupa a primeira posição desde a primeira edição do estudo, em 2001. 

Bradesco e Skol completam o pódio, em segundo e terceiro lugares, respectivamente. As três primeiras posições estão inalteradas desde 2014.

O valor total do portfólio que compõe a edição 2018 do ranking cresceu 2,7%, aproximando-se da marca de R$ 120 bilhões.

Das 25 marcas apontadas no estudo, 15 tiveram um aumento de valor em relação ao ano anterior. O maior destaque é o Magazine Luiza, que teve crescimento de 50%, e ficou na 15ª posição, com um valor de marca de R$ 745 milhões.

Crise econômica e perda de confiança

Segundo a consultoria, o Brasil enfrentou, nos últimos três anos, uma crise que representou danos além do campo econômico. 

"A perda de confiança das pessoas nas instituições atingiu o universo corporativo na medida em que a reputação de algumas empresas era colocada à prova. As grandes marcas presentes nesta edição do ranking representam exemplos de superação desse cenário e demonstram que o desafio agora é outro", declarou Daniella  Bianchi, diretora geral da Interbrand São Paulo.

Relacionamento com os consumidores

"As marcas vencedoras, mais do que entregar produtos e serviços customizados, conhecem profundamente a maneira como seus clientes se comportam e são movidas pelo desejo de serem úteis, de criar produtos e serviços que realmente solucionam a vida das pessoas", disse Daniella.

Para poder figurar no ranking da Interbrand, uma marca tem que ter origem nacional e deve ter suas informações financeiras públicas. O estudo existe desde 2001 e é resultado de análises que inter-relacionam desempenho financeiro, percepção e influência das marcas junto aos consumidores.

Confira o ranking:

  1. Itaú Unibanco: R$ 29,788 bilhões (+6%)
  2. Bradesco: R$ 22,603 bilhões (+2% )
  3. Skol: R$ 16,964 bilhões (+6%)
  4. Brahma: R$ 11,319 bilhões (+1%)
  5. Banco do Brasil: R$ 10,14 bilhões (-2%)
  6. Natura: R$ 7,504 bilhões (+8%)
  7. Antarctica: R$ 4,041 bilhões (-1%)
  8. Petrobras: R$ 3,07 bilhões (+1%)
  9. Vivo: R$ 2,305 bilhões (-2%)
  10. Cielo: R$ 1,421 bilhões (-18%)
  11. Renner: R$ 1,32 bilhão (+2%)
  12. Lojas Americanas: R$ 1,157 bilhão (+1%)
  13. Ipiranga: R$ 1,121 bilhão (-2%)
  14. BTG Pactual: R$ 938 milhões (-13%)
  15. Magazine Luiza: R$ 745 milhões (+50%)
  16. Casas Bahia: R$ 722 milhões (+5%)
  17. Porto Seguro: R$ 715 milhões (+12%)
  18. Havaianas: R$ 656 milhões (-5%)
  19. CVC: R$ 518 milhões (+21%)
  20. Extra: R$ 506 milhões (+1%)
  21. Bohemia: R$ 462 milhões (-3%)
  22. Localiza: R$ 461 milhões (+10%)
  23. Assai: R$ 459 milhões (novo)
  24. Totvs: R$ 457 milhões (-8%)
  25. Fleury: R$ 441 milhões (+7%)

Clique aqui para acessar a lista.

Mais Mídia e Marketing