IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Mídia e Marketing


"Pet-commerce": ação permite que cachorros 'escolham' que brinquedo comprar

Reconhecimento facial indica qual produto seu cão mais gostou - Divulgação
Reconhecimento facial indica qual produto seu cão mais gostou Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/05/2019 12h38

Inteligência artificial para cachorros? Pensando no desenvolvimento de tecnologias recentes, a rede de pet shops Petz acaba de lançar um e-commerce que utiliza reconhecimento facial para oferecer produtos para cães.

O "Pet-Commerce" permite que o cachorro interaja com o site e, a partir do que a câmera captar, a tecnologia de inteligência artificial identifica se o animal de estimação se interessou ou não por determinado produto.

Como funciona

É preciso que o dono tenha um aparelho com câmera e acesso à internet --que consiga capturar toda a face do cachorro. O sistema de inteligência artificial, treinado com milhares de fotos de cachorros, consegue identificar o nível de interesse para a compra de determinado produto, representado na tela por um gráfico.

"Escolhemos dezenas de raças e até animais sem raça definida. O olhar para a câmera, as orelhas apontando em direção à câmera e um animal sem medo são sinais de que o cão gostou da brincadeira e se interessou pelo produto apresentado", afirma Leonardo Ogata, adestrador e profissional que auxiliou nesse treinamento da inteligência artificial.

"Não há necessidade de pegar o cachorro no colo. Basta colocar a câmera bem de frente para que o equipamento possa captar da melhor forma possível as reações do cão", afirma Ogata.

Todos os produtos são apresentados em vídeos, em amarelo e azul, escala de cores que os cães enxergam. O áudio também foi ajustado.

A ação foi criada pela agência Ogilvy Brasil e desenvolvida pelas empresas D2G Tecnologia e Hogarth.

Empresas podem usar dados e inteligência artificial para falar com cliente

UOL Notícias

Mídia e Marketing