IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Empregos e carreiras


Como conseguir visto de residência nos EUA para profissionais qualificados?

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Para conseguir visto EB-2, é preciso comprovar experiência relevante em sua área de atuação
  • Também se enquadram candidatos com "habilidades excepcionais" em artes, ciências ou negócios
  • Visto pode ser pedido no Brasil ou nos EUA, se já estiver no país
  • Todo o processo dura entre 18 e 20 meses

Quem é profissional qualificado pode conseguir visto de residência nos Estados Unidos. O objetivo do visto EB-2 é atrair trabalhadores com pós-graduação ou "habilidades excepcionais" para o país.

O pedido pode ser feito do Brasil, por meio dos consulados, ou nos Estados Unidos, caso o interessado esteja no país com o visto de turismo. Parte do processo de concessão do EB-2 foi suspensa entre julho e setembro deste ano porque a cota anual de 40 mil vistos havia sido atingida. Nesse período, era possível pedir o visto, mas não dava para finalizar o processo. O funcionamento foi retomado na íntegra em outubro.

Visto é voltado a profissionais qualificados

O EB-2 é um visto de residência permanente, o chamado Green Card, voltado a profissionais com experiência relevante em suas áreas. Ele tem duas subcategorias: candidatos com histórico acadêmico comprovado (no mínimo uma pós-graduação) ou que tenham "habilidades excepcionais".

"É o visto para profissionais com formação sólida, que tenham pós-graduação e experiência em uma determinada área", afirmou Vinícius Bicalho, advogado especializado em migração e internacionalização de negócios. "Eles querem pessoas que ocupem um alto nível profissional no seu país de origem."

Além de profissionais com graduação comprovada, o visto também se enquadra para pessoas com "habilidades excepcionais" em artes, ciências e negócios. Neste caso, não é necessária uma carreira acadêmica, mas uma comprovação de que o candidato é um profissional reconhecido em seu país em algum destes três campos.

Como o conceito de "habilidades excepcionais" é subjetivo, o governo oferece alguns critérios a serem seguidos, como o mínimo de dez anos de carreira, para quem deseja se enquadrar nesta subcategoria.

Projeto para atrair grandes mentes

De acordo com Bicalho, o EB-2 é parte de um projeto dos Estados Unidos para atrair "grandes mentes". Sem citar números, ele diz que é um visto muito procurado por brasileiros, por sua simplicidade, e representa uma "mudança no perfil dos imigrantes".

"Durante muito tempo, quem se mudava era aquela pessoa que quer crescer na vida, prosperar. Agora é o profissional de alto nível, já consolidado no Brasil, que quer expandir a carreira nos Estados Unidos", declarou.

Como conseguir o visto

É possível pedir o visto por duas frentes: por meio dos consulados, caso esteja no Brasil, ou por meio dos escritórios da imigração norte-americana, se o interessado já estiver nos Estados Unidos. No segundo caso, deve-se pedir uma "mudança de status" do visto de turista para residente.

De acordo com Bicalho, o EB-2 é um visto simples pois exige, basicamente, a comprovação de uma carreira sólida. Para isso, o interessado deve juntar o maior número de documentos possível que ateste sua experiência.

"Junta tudo: diploma, histórico acadêmico, avaliação do órgão credenciado para mostrar equivalência, inscrição no conselho de classe, como OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] ou CRM [Conselho Regional de Medicina]", disse Bicalho.

Ele aponta, no entanto, que a qualidade é mais importante do que a quantidade. "Contratos que mostrem experiência profissional e cartas de recomendação de ex-chefes, professores etc. são muito importantes."

Já ter alguma proposta de emprego nos Estados Unidos pode facilitar o processo, mas não é o critério principal. "Não há problema, o que eles vão avaliar é se você tem capacidade para contribuir para o país", afirmou Bicalho.

Além do envio de documentos, há uma segunda etapa, com entrevista presencial no consulado ou na imigração. Ao todo, o processo tem duração entre 18 e 20 meses.

Procura é grande

A imigração norte-americana avisa mensalmente a disponibilidade de suas diferentes opções de visto. Para o EB-2, são 40 mil vagas anuais para o mundo inteiro. Apesar de ser um número alto, é preciso agilizar o processo porque a procura é grande.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Brasileiros procuram exterior para investir

Band Notí­cias
Errata: o texto foi atualizado
O título e diferentes pontos do texto (1º, 2º, penúltimo e último parágrafos) informavam erradamente que os EUA voltaram a oferecer vistos de residência EB-2, para profissionais qualificados. A oferta nunca deixou de ser feita, e os pedidos de visto podiam ser realizados normalmente. Apenas a parte final do processo é que ficou suspensa entre julho e setembro porque a cota de 40 mil vistos anuais havia sido atingida. A informação foi corrigida.

Empregos e carreiras