PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

OCDE reduz previsão de crescimento mundial por efeito do coronavírus

CDC/Reuters
Imagem: CDC/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

02/03/2020 07h48

A epidemia do novo coronavírus provocará uma desaceleração significativa da economia mundial em 2020, indicou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reduziu sua previsão de crescimento no mundo de 2,9% a 2,4%.

A China, locomotiva do crescimento mundial há três décadas, deve crescer 4,9% em 2020, 0,8 ponto a menos que na previsão anterior, prevê a OCDE.

O crescimento da zona do euro perderá 0,3 ponto percentual, a 0,8%, enquanto a Itália, principal foco de coronavírus na Europa, perderá 0,4 e terá crescimento zero em 2020.

A economia dos Estados Unidos é mais resistente, com uma previsão de crescimento de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB).

"A contração da produção na China teve efeitos em todo o mundo, prova da importância crescente da China nas cadeias de abastecimento mundiais e nos mercados de matérias-primas", explica a organização com sede em Paris.

A OCDE baseia suas previsões na "hipótese de que o pico da epidemia acontecerá na China no primeiro trimestre de 2020 e que em outros países a epidemia será mais moderada e circunscrita".

Uma epidemia mais duradoura, no entanto, na Ásia-Pacífico, Europa e América do Norte, poderia dividir por dois o crescimento mundial este ano, adverte a OCDE.

"Os governos têm que adotar medidas eficazes, mobilizando meios suficientes, para prevenir a infecção e o contágio", indica a OCDE, com o objetivo de "preservar a renda dos grupos sociais e das empresas vulneráveis durante a epidemia".

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

* Com informações da AFP