PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mídia e Marketing

Burger King surpreende e pede que seguidores comprem no McDonald's

"Peça do McDonald"s", diz o comunicado do Burger King, que pede união e apoio a restaurantes na pandemia - Reprodução/Twitter
"Peça do McDonald's", diz o comunicado do Burger King, que pede união e apoio a restaurantes na pandemia Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/11/2020 09h20Atualizada em 03/11/2020 14h42

A rivalidade entre Burger King e McDonald's já rendeu muitos casos célebres de batalhas em comerciais e em diferentes (e agressivas) estratégias de marketing, mas a pandemia do novo coronavírus mudou até esse cenário de rixa entre as redes de fast food. Ontem, o BK da Inglaterra foi ao Twitter para fazer um pedido surpreendente: que os seguidores comprem na lanchonete do palhaço Ronald McDonald e em outros concorrentes.

"Nós também nunca pensamos que diríamos isso", dizia a mensagem. "Assim como nunca pensamos que encorajaríamos você a pedir do KFC, Subway, Domino's Pizza, Pizza Hut, Five Guys, Taco Bell, Papa John's, Leon... ou qualquer outro restaurante e lanchonete independente".

A justificativa é simples: "Restaurantes empregam milhares de funcionários que realmente precisam do seu apoio neste momento". A mensagem ainda se encerra com mais um aceno ao McDonald's: "Comprar um Whopper é sempre melhor, mas pedir um Big Mac também não é uma coisa ruim".

Confira o tweet original:

Em menos de um dia, o comunicado já havia acumulado mais de 131 mil curtidas e 30 mil comentários, no Twitter, com a maioria esmagadora deles elogiando a atitude da rede de fast food.

"Amo que vocês incluíram os negócios independentes. Todos os estabelecimentos deveriam se sentir apoiados e incluídos. Obrigado por lembrarem tanta gente que eles podem mostrar apoio", escreveu uma pessoa.

"Respeito, de um fã do McDonald's".

"Tweet classudo. Respeito, de um fã do KFC".

"Isto aqui é classe, de um fã do Taco Bell".

Mídia e Marketing