PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Iguatemi tem lucro quase estável no 4º tri, a R$ 83 mi; vendas avançam, mas margens recuam

Shopping Iguatemi Esplanada em Sorocaba - Divulgação/Shopping Iguatemi Esplanada
Shopping Iguatemi Esplanada em Sorocaba Imagem: Divulgação/Shopping Iguatemi Esplanada

Da Reuters

16/03/2022 09h46Atualizada em 16/03/2022 10h52

A gestora de shoppings de alto padrão Iguatemi teve lucro líquido de 82,9 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 1,1% ante o registrado no mesmo período do ano anterior.

A companhia teve um resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 185,9 milhões de reais entre outubro ao fim de dezembro. O número representa uma elevação de 14,6% em comparação ao quarto trimestre de 2020.

Analistas, em média, esperavam Ebitda de 157 milhões de reais para a companhia no quarto trimestre, segundo dados da Refinitiv.

A margem Ebitda, porém, caiu de 88% no final de 2020 para 58,9% no trimestre passado. A queda, segundo a empresa, é em parte atribuída ao crescimento das operações de varejo e de seu marketplace online, o Iguatemi 365, que têm margens menores.

As vendas mesmas lojas nos shoppings da companhia subiram 27,5% no trimestre, ante queda de 11,8% um ano antes.

A empresa afirmou no balanço divulgado na noite de terça-feira que a tendência de recuperação comercial do final de 2021 continuou nos dois primeiros meses deste ano, com as vendas de janeiro mostrando alta de 6% ante mesma etapa em 2019, período pré-pandemia. Já as vendas de fevereiro subiram 15% na mesma relação. A companhia não comparou o período com 2021.

"Com a volta da grade de filmes e lançamentos, tivemos uma melhora nas operações de entretenimento. Essa melhora refletiu positivamente no fluxo de estacionamento e ocupação dos restaurantes e praças de alimentação", afirmou a Iguatemi no balanço.