PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ibaneis pede ajuda de chineses para conter coronavírus

Governador do DF já determinou a paralisação de diversas atividades comerciais  - Reprodução/CB.Poder
Governador do DF já determinou a paralisação de diversas atividades comerciais Imagem: Reprodução/CB.Poder
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

20/03/2020 09h12

Um dia depois de abalos na relação diplomática entre Brasil e China, por conta das declarações do deputado Eduardo Bolsonaro acusando o país asiático de ter omitido sobre a pandemia do coronavírus, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), enviou um ofício ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, solicitando ajuda da China para a contenção ao novo coronavírus.

"Seria bem acolhida a prestação de assistência de qualquer natureza, especialmente orientações para o combate à doença, doação de suprimentos e equipamentos médicos, além de indicações de empresas que possam colaborar na contenção da pandemia", diz Ibaneis, destacando "os marcos da tradicional amizade sino-brasileira".

O governador, que ontem decretou o fechamento de diversos estabelecimentos comerciais na capital federal, destaca "a rápida evolução do número de casos registrados no território brasileiro e a deficiência da infraestrutura de saúde pública a ante a enorme necessidade que se apresenta".

No ofício, o governador destaca ainda o bom trabalho de combate à doença que vem sendo feitos chineses. "Ao longo das últimas semanas, foi notória a capacidade demonstrada pelas autoridades chinesas no combate à propagação da doença, na mitigação de seus efeitos, bem como na solidária cooperação técnica oferecida a outros países afetados pela enfermidade.

Ontem, a China ficou 24 horas sem nenhum novo caso da doença.

Ao finalizar o documento, Ibaneis destaca que o momento é de grande inquietação mundial e ressalta "o profundo reconhecimento do Governo do Distrito Federal pela exitosa e diversificada parceria desenvolvida recentemente com essa Embaixada em numerosas matérias de interesse mútuo".

Medidas

Além de determinar o fechamento de estabelecimentos comerciais até 5 de abril, o governador determinou também medidas para os bancos na capital federal.

Questionado se estuda proibir a circulação de pessoas a exemplo do que estão fazendo alguns países europeus, o governador foi cauteloso e destacou que com as medidas tomadas já haverá uma redução de cidadãos expostos. "Com as ações tomadas reduzimos em 80% a circulação", estimou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.