PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Carla Araújo

Anvisa se reúne com Oxford, mas diz que não há prazo para registrar vacina

Funcionária na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) onde vacina Oxford/AstraZeneca contra Covid-19 está sendo testada -
Funcionária na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) onde vacina Oxford/AstraZeneca contra Covid-19 está sendo testada
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

24/11/2020 19h19

Representantes da gerência geral de medicamentos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) tiveram uma reunião nesta terça-feira com membros da empresa AstraZeneca para discutir informações sobre o andamento dos estudos clínicos da Vacina de Oxford.

Segundo a agência, na reunião foram discutidos "os dados obtidos até o momento". "A empresa tem submetido documentos para avaliação do registro da vacina por meio do procedimento de submissão contínua e não definiu prazo para submissão do pedido de registro junto à Anvisa", explicou, em nota.

Ontem, a farmacêutica informou que a vacina que está sendo elaborada com Oxford pode chegar a 90% de eficácia.

Também ontem, o gerente de medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, admitiu ter ficado otimista com recentes notícias sobre as vacinas, mas adotou cautela para estabelecer prazos do início da vacinação.