PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Defesa informa troca de comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica

Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

30/03/2021 12h38

Após dois dias de reunião, o comandantes do Exército, Edson Pujol; da Marinha, Ilques Barbosa Junior e o da Aeronáutica, Antonio Carlos Moretti Bermudez, decidiram que deixarão os cargos.

Em nota, o Ministério da Defesa informa que os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica serão substituídos. "A decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira (30), com presença do Ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos Comandantes das Forças".

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a demissão de Azevedo e decidiu deslocar o general Braga Netto da Casa Civil para o comando da Defesa.

A troca veio no mesmo dia em que Bolsonaro fez mudanças em seis pastas e deu mais espaço ao chamado centrão.

Bolsonaro teria pedido ao general Fernando a saída de Pujol do cargo.

Segundo a colunista do UOL, Thais Oyama, a gota d'àgua que fez o presidente Jair Bolsonaro pedir a cabeça do comandante do Exército, Edson Pujol, foi a recusa do general em se manifestar sobre a decisão judicial que anulou as condenações do ex-presidente Lula no início do mês.

PUBLICIDADE