PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Guedes recebe medalha do Exército por reforma da Previdência dos militares

29 abri. 2020 - Ministro da Economia, Paulo Guedes, e da Defesa, Walter Braga Netto - Edu Andrade/Ascom/ME
29 abri. 2020 - Ministro da Economia, Paulo Guedes, e da Defesa, Walter Braga Netto Imagem: Edu Andrade/Ascom/ME
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

25/08/2021 13h36

O ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu nesta quarta-feira (25), a Medalha do Pacificador como uma deferência por conta da aprovação do projeto de reestruturação da carreiras dos militares.

Assim como outras autoridades, Guedes estava na cerimônia do Dia do Soldado no Quartel-General em Brasília e foi agraciado com a honraria.

Conforme da definição do Exército, a partir de 1955, a Medalha do Pacificador "transformou-se em honraria a ser conferida a militares e civis, brasileiros ou estrangeiros, que tivessem prestado assinalados serviços ao Exército, elevando o prestígio da Instituição ou desenvolvendo as relações de amizade entre o Exército Brasileiro e os de outras nações".

É neste trecho, segundo fontes militares, que Guedes se encaixa para ter recebido a honraria.

Segundo fontes do Exército, o ministro tem uma excelente relação com as Forças Armadas e, na avaliação deles, fez um grande esforço para conseguir aprovar o projeto de reestruturação das carreiras.

Sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em dezembro de 2019, a proposta da reestruturação da carreira militar tem vantagens em relação à reforma dos trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos. Os militares receberão salário integral ao se aposentar, não terão idade mínima obrigatória e vão pagar contribuição de 10,5% (iniciativa privada paga de 7,5% a 11,68% ao INSS).

Além da questão da reestruturação, segundo militares ouvidos pela coluna, o ministro da Economia tem mantido um canal de diálogo e com as Forças Armadas, em especial com o Exército, e inclusive dá liberdade para que seja procurado em questões orçamentárias e de projetos estratégicos.

"Ele tem a deferência e a consideração do Exército", dizem.

Lista de agraciados é extensa

A honraria, no entanto, está longe de ser uma exclusividade dedicada ao ministro da Economia. Na cerimônia desta quarta-feira, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, por exemplo, também ganhou a Medalha do Pacificador.

Outros dois ministros também foram agraciados - Bento Albuquerque (Minas e Energia) e Marcelo Queiroga (Saúde), mas no caso com a Medalha do Exército Brasileiro.

Na cerimônia, que contou com a presença de diversas autoridades, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, também foram homenageados pelo Exército diversos parlamentares, alguns, inclusive, com a mesma medalha dada a Guedes.

PUBLICIDADE