PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Programa de casa para policiais só começará a ser oferecido em novembro

Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

13/09/2021 19h02

O programa Habite Seguro, que prevê uma linha de financiamento com subsídios para agentes de segurança comprarem imóveis, vai começar mesmo a sair do papel só em novembro. Apesar de ter sido criado via Medida Provisória, assinada nesta segunda-feira (13) pelo presidente Jair Bolsonaro, a expectativa do governo é que o programa comece de fato a sair do papel em 2022.

Para profissionais que ganham até R$ 7 mil o financiamento contará com subsídios que podem chegar a até R$ 12 mil.

Segundo a Caixa Econômica Federal, os detalhes das condições do Programa Habite Seguro só estarão disponíveis a partir do dia 3 de novembro. Apenas após essa data é que os profissionais interessados poderão solicitar o crédito habitacional, desde que comprovem o vínculo empregatício com um órgão de segurança pública.

"Esse tempo entre o lançamento do programa e a sua efetivação se deve à necessidade do cumprimento de diversos trâmites burocráticos entre seus atores, os quais só podem ser iniciados após a assinatura da Medida Provisória criando o programa", afirmou o Ministério da Justiça em nota enviada à imprensa.

O presidente já havia prometido há alguns meses o programa para atender uma das categorias que faz parte de sua base eleitoral. A iniciativa, na avaliação de uma fonte do governo, pode sim ajudar no projeto de reeleição do presidente.

O Ministério da Justiça ajudou na elaboração da medida e disse que, apesar das críticas de técnicos do Ministério da Economia, a Caixa Econômica Federal será "a principal parceira" do Habite Seguro.

A Caixa afirmou que as instituições financeiras oficiais interessadas "poderão se habilitar junto ao Agente Operador para serem agentes financeiros do Programa". Além disso, o banco afirmou que será publicado edital para a manifestação de interesse das instituições.

Caixa vai oferecer R$ 5 bilhões

Segundo a Caixa, o banco disponibilizará um orçamento de R$ 5 bilhões por ano para atendimento ao público-alvo do programa.

As linhas de financiamento dos imóveis têm prazo de pagamento de até 35 anos. As taxas de juros variam de 2,50% ao ano a 3,35% ao ano.

O Habite Seguro teve resistência da equipe econômica. A avaliação de técnicos da pasta era de que o programa para policiais não se encaixa nas prioridades emergenciais que o momento atual exige e também faltam estudos do impacto do programa.

Há crítica por parte da área técnica também ao fato de que a Caixa concentrar a oferta do produto. A estimativa é que o banco receberá cerca de R$ 1,6 milhão em 2021 e mais de R$ 3 milhões em 2022 e 2023 para operacionalizar o programa.

PUBLICIDADE