Bolsas

Câmbio

Descansar 15 minutos por hora aumenta produtividade no trabalho, diz autor

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

Sentar na cadeira do escritório e só parar de trabalhar depois de oito ou nove horas é a maneira mais produtiva de cumprir as tarefas do dia? A resposta é não, segundo Travis Bradberry, coautor do livro "Emotional Intelligence 2.0" (Inteligência Emocional 2.0).

Em um artigo publicado na rede social LinkedIn (http://zip.net/blsXw4, link encurtado e seguro para o texto em inglês), ele afirma que organizar nosso trabalho em grandes blocos de oito horas é antiquado e não faz mais sentido. O certo é fazer intervalos curtos de descanso a cada hora.

O autor baseia sua ideia em um estudo do Draugiem, grupo de tecnologia da informação, que usou um programa de computador para medir quanto tempo os funcionários gastavam para cumprir diferentes atividades e medir o nível de produtividade.

Eles constataram que o tempo total da jornada de trabalho não importava tanto, mas sim o modo como ela é estruturada. Profissionais que tiravam curtos períodos de descanso rigorosamente eram muito mais produtivos do que os que trabalhavam por muito tempo, sem parar.

A proporção ideal estimada foi de 52 minutos de trabalho, seguidos por 17 minutos de descanso. Quem cumpria esse ritmo atingia um altíssimo nível de concentração no trabalho. Durante o período de uma hora, eles estavam 100% focados na tarefa, sem se distrair.

Bradberry, que é psicólogo e presidente da consultoria empresarial TalentSmart, afirma que isso acontece porque o cérebro humano alterna naturalmente períodos de grande energia, de cerca de uma hora, seguidos por quedas de 15 a 20 minutos.

Ele listou quatro dicas para conseguir chegar ao ritmo ideal de trabalho.

Divida o dia em períodos curtos

Reprodução

Bradberry diz que planejamos naturalmente nossas tarefas do dia, da semana ou do mês, mas o mais efetivo é focar no que conseguimos fazer neste momento.

Planeje as atividades do dia baseado em intervalos menores de tempo. Mas não precisa ser exatamente 52 minutos. Períodos de uma hora são suficientes.

Respeite o momento

Thinkstock

A estratégia de dividir em períodos curtos só funciona porque usamos nosso pico de energia para manter um nível alto de concentração durante esse momento. A tarefa não pode ser interrompida para coisas menos importantes, como olhar o celular, e-mails ou o Facebook, por exemplo.

Descanse de fato

Getty Image

Durante o intervalo para descanso é necessário se distanciar realmente do trabalho, ficando longe do computador, telefone ou da lista de tarefas. Isso é essencial para aumentar a produtividade.

Caminhar, ler ou bater um papo com um colega são formas mais efetivas de descanso para recarregar as baterias, porque o distanciam do trabalho. Ler e-mails, ver vídeos no YouTube ou fazer telefonemas profissionais não é descansar, segundo Bradberry.

Não espere o cansaço

Getty Images

Se esperar o corpo acusar o cansaço para, aí sim, parar e relaxar, já terá sido tarde demais. Você perdeu a janela de pico de produtividade.

Manter a proporção de tempo entre atividade/intervalo garante que você trabalhe enquanto está mais produtivo e descanse quando o rendimento é mais baixo.

Lembre-se: é muito mais produtivo descansar por períodos curtos de tempo do que continuar trabalhando enquanto está cansado e distraído.

Sabe aquele vídeo engraçado de gato? Ele te ajuda no trabalho!

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos