IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Empregos e carreiras


Empresa mais amada por empregados tem tratamento hormonal para trans

Divulgação
Imagem: Divulgação

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

16/01/2019 08h30

Pelo segundo ano seguido a consultoria de tecnologia ThoughtWorks foi eleita a empresa de grande porte mais amada por seus funcionários. O ranking das empresas mais amadas foi divulgado nesta quarta-feira (16) pelo site Love Mondays.

Além de benefícios como horário flexível, licença-maternidade de seis meses, sala com videogame e espaço para tocar instrumentos musicais, a empresa tem um programa que banca parte do tratamento hormonal de funcionários transexuais. Esse tratamento é responsável pelas mudanças corporais, como crescimento de pelos, voz grave ou aguda, entre outros.

O programa, batizado de Transpondo Barreiras, foi implantado no ano passado pela empresa para auxiliar nos gastos com consultas médicas e psicológicas e medicamentos para terapia hormonal de funcionários trans ou de dependentes. O valor da ajuda é limitado a R$ 400 por mês.

"Vimos essa necessidade de ajudar porque os planos de saúde não cobrem esse tipo de tratamento", afirmou a diretora de marketing da ThoughtWorks, Natália Menhem. A empresa não informou quantas pessoas fazem uso desse benefício.

Para ela, é justamente essa cultura de inclusão e diversidade que faz a empresa ser querida por seus funcionários. "As pessoas escolhem trabalhar aqui não só pelos benefícios, mas pela cultura e pelo aprendizado. É um ambiente de autonomia, que ajuda a desenvolver a capacidade crítica e de tomada de decisões", disse Menhem.

Veja abaixo alguns benefícios oferecidos pela ThoughtWorks:

  • Flexibilidade de horário: Os escritórios funcionam das 10h às 19h, mas o funcionário tem flexibilidade para chegar um pouco mais tarde em um dia ou sair mais cedo em outro.
  • Licença estendida: A licença-maternidade é de seis meses e a paternidade, de 20 dias. Também há auxílio-creche.
  • Espaços para relaxar: A empresa oferece sala com videogame e espaço para tocar instrumentos musicais. Também há uma biblioteca.
  • Espaço aberto: As áreas não são divididas por salas nem por baias. O ambiente é aberto e integra equipes de vários departamentos.
  • Hora do lanche: Nos quatro escritórios acontece o "snack time" (hora do lanche).
  • Palestra com almoço: Os funcionários também organizam o "lunch and learn" (almoce e aprenda), em que uma pessoa é convidada para falar sobre algum tema --como inclusão social ou justiça de gênero, por exemplo. A comida é toda por conta da empresa.
  • Cursos e treinamento na Índia: A empresa oferece cursos de inglês, espanhol, francês, libras e português para estrangeiros. Para funcionários recém-graduados ou com pouca experiência em projetos de desenvolvimento de software, há um treinamento de cinco semanas na Índia (metade das vagas são para mulheres).
  • Grupos de discussão e mentoria: A ThoughtWorks afirma que cede espaço, dentro do horário de trabalho, para a formação de grupos de discussão --por exemplo, sobre deficiência, raça ou direitos LGBTs. Oferece também mentoria para transexuais e um programa de desenvolvimento de liderança para mulheres.

A ThoughtWorks nasceu nos EUA e está no Brasil desde 2010. A empresa cria produtos e serviços de tecnologia para outras empresas --por exemplo, sites, aplicativos e sistemas. Atualmente tem cerca de 650 funcionários e quatro escritórios no país: em São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre.

Empresa precisa ter ao menos 50 avaliações para concorrer

Para ser elegível ao ranking das grandes empresas, é preciso ter 500 ou mais funcionários globalmente e somar pelo menos 50 avaliações entre 1º de janeiro e 30 de novembro de 2018, segundo a Love Mondays.

Para chegar aos ambientes de trabalho mais amados, considera-se a nota média de satisfação geral atribuída pelos usuários do Love Mondays. As notas vão de 1 a 5, sendo 1 muito insatisfeito e 5 muito satisfeito. A ThoughtWorks teve nota 4,67 de média e 87 avaliações.

Empresa deixa funcionários levarem cachorros ao escritório, e foi uma festa

UOL Notícias

Mais Empregos e carreiras