Bolsas

Câmbio

Ela conseguiu o emprego dos seus sonhos: é paga para assistir à Netflix

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    Sherrie Gulmahamad: mais de 20 horas por semana assistindo a Netflix

    Sherrie Gulmahamad: mais de 20 horas por semana assistindo a Netflix

Já imaginou ficar horas assistindo a filmes e séries de TV e ainda ser pago para isso? Pois saiba que esse emprego existe. Sherrie Gulmahamad é uma das 30 pessoas responsáveis por assistir e classificar todo conteúdo da Netflix, cargo que é chamado pela empresa de analista criativo.

Em entrevista à revista "Fast Company", ela contou como é esse "trabalho dos sonhos". Gulmahamad disse à revista passar mais de 20 horas por semana em frente a uma tela.

Como é o trabalho

O trabalho, segundo ela, inclui assistir a filmes, séries e documentários e fazer uma descrição de cada um, contendo o ano de lançamento, idioma, direção e elenco, e informando se há cenas de sexo.

Além disso, a equipe é responsável por inserir palavras-chaves referentes a cada conteúdo: por exemplo, drama, suspense, terror, divórcio, casamento, amor não correspondido, zumbis, bruxas, dragões, cientistas loucos. Esses dados são usados pela Netflix para recomendar determinados filmes ou séries para seus usuários.

Gulmahamad disse que sempre foi apaixonada por cinema e até trabalhou em uma locadora de vídeos antes de entrar na Netflix. Para conseguir seu emprego dos sonhos, fez um curso de roteirista e depois formou-se como crítica de cinema pela Universidade da Califórnia, conta.

Leia também:

Parte boa e ruim do trabalho

A analista trabalha no escritório da Netflix em Hollywood, na Califórnia. Ela diz que sua especialidade é classificar produções de comédia e ficção científica.

Porém, algumas vezes, ela diz que tem de assistir a conteúdos pelos quais normalmente não teria interesse, como uma série de TV belga. "Eu acabei saboreando do começo ao fim", disse. A analista conta que uma vez foi designada para assistir a 60 horas de um drama colombiano sobre Pablo Escobar. "Não consegui assistir a tudo, mas eu tentei", disse.

Gulmahamad diz que, apesar de parecer ser legal, passar horas em frente a uma tela é bastante cansativo. Por isso, às vezes, ela fica um final de semana inteiro sem assistir a nada. "Meus olhos também precisam descansar", afirma.

Pesquisa afirma que mulheres trabalham mais do que homens

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos