PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Empregos e carreiras

Universidades da Europa oferecem cursos grátis online; veja alguns

Do Estudar Fora*

18/04/2021 04h00

Se antes da pandemia os cursos online de universidades do exterior já eram uma ótima opção para ter contato com a metodologia de ensino de excelência internacional e, ainda, dar um up no currículo, com a quarentena, então, esse tipo de aprendizagem ganhou ainda mais projeção.

Veja opções de cursos oferecidos por algumas das mais prestigiadas universidades da Europa, de instituições de ensino superior que figuram entre as melhores do mundo. Confira.

University College London, na Inglaterra

Fundada em 1826, a University College London é uma das universidades mais antigas do Reino Unido, Na página da UCL dedicada a cursos online, são 219 opções, divididas entre Desenvolvimento Profissional e Aprendizagem Pessoal.

Entre as subdivisões por tema, a mais numerosa é a de Linguagens e Comunicação, com 37 itens, seguida por Ciência, Engenharia e Tecnologia, com 36 opções, entre outras categorias, como Artes, Humanidades e Ciências Sociais, Educação, Medicina e Direito.

Um desses cursos é o de Antropologia das Redes Sociais. Gratuito e com cinco semanas de duração, tem como proposta discutir as consequências das mídias digitais, a partir de uma análise comparativa e antropológica de seu uso em todo o mundo. O conteúdo é baseado no trabalho de nove antropólogos que passaram 15 meses cada um em países como Brasil, Chile, China e Turquia para pesquisar o uso de redes sociais em diferentes contextos.

Imperial College London, na Inglaterra

O Imperial College London é referência mundial em ciência e tecnologia, tendo desenvolvido pesquisas de impacto ao longo de seus mais de 110 anos de existência. Tanto é verdade, que a instituição britânica está por trás de algumas das previsões mais bem embasadas sobre as taxas de disseminação e mortalidade da covid-19.

O centro de excelência oferece 29 opções de cursos online de curta duração, oferecidos gratuitamente pelas plataformas edX e Coursera. Um desses cursos o "Ciência importa: vamos falar sobre covid-19" desenvolvido por três professores do J-IDEA, o Instituto Abdul Latif Jameel para Análise de Doenças e Emergências. Ao longo de 16 horas, o aluno será capaz de aprender a rastrear tendências sobre a doença a partir de fontes confiáveis de informação, além de conhecer os principais fundamentos científicos de controle de surto baseados em evidências.

O instituto oferece, ainda, cursos online e gratuitos sobre temas como Mudanças Climáticas, Contabilidade, Pensamento Criativo, entre outros.

Universidade de Cambridge, na Inglaterra

A Universidade de Cambridge é a segunda mais antiga universidade em língua inglesa do mundo, atrás apenas de Oxford. Embora não tenha uma grade extensa de cursos online gratuitos, ter a experiência de algum deles no currículo significa ter uma formação rápida certificada pela mesma instituição pela qual passaram figuras emblemáticas como Isaac Newton e Charles Darwin.

Estão disponíveis oito opções de MOOCS (Massive Open Online Courses), além de um programa de oito meses sobre Escrita para a Indústria do Entretenimento.

Há, ainda, cursos já ministrados em outras plataformas e formatos, como o de Adaptação às Mudanças Climáticas (em áudio) e Marxismo (via YouTube), sem a opção de certificação. Há, ainda, a prestigiada plataforma de Cambridge para quem quer aprender Inglês.

ETH Zurich, na Suíça

Constantemente bem posicionada nos rankings que tratam especialmente da área de Engenharia e Tecnologia, o Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça, oferece oito cursos online na área de Ciências da Computação, como Introdução à Cartografia da Web (disponível em duas partes, de seis semanas cada).

Os pacotes de aula em si são gratuitos, mas quem quiser obter um certificado precisa desembolsar R$ 282. Os cursos são ministrados em inglês.

Universidade Técnica de Munique, na Alemanha

Uma das melhores instituições de ensino superior da Alemanha, a Technische Universität München - TUM (Universidade Técnica de Munique) oferece quatro opções de cursos online do tipo MOOCS, com legendas em inglês e português (de Portugal). Um desses cursos é o de Digitalização da Indústria Aeroespacial, dedicado a examinar as transformações que já ocorrem e as prováveis mudanças que estão por vir, propiciando a discussão sobre a seguinte questão: "como será a ciência aeroespacial do futuro?"

Há, ainda, uma opção para quem deseja aprender sobre acústica na Comunicação. São aulas por dez meses, gratuitas (com o custo de R$ 164 pelo certificado), ministradas pelos maiores especialistas em acústica, todos filiados às principais universidades de tecnologia da Alemanha. Entre os temas discutidos ao longo do período estão captura de som, reconhecimento automático da fala, síntese de texto para fala, design de som do produto e codificação de áudio.

Université PSL - Paris, Sciences & Lettres, na França

Artes, ciências e engenharia estão no centro da ambição intelectual e científica da Université PSL, na capital francesa. Na plataforma de cursos online, são 26 opções de Massive Open Online Courses, principalmente de temas como economia e computação. Um deles é sobre Algoritmos de Aproximação, com 36 horas de duração e opção de legenda em português (de Portugal).

TU Delft (Universidade Técnica de Delft), na Holanda

A Universidade Técnica de Delft é uma das instituições de ensino superior mais importantes dos Países Baixos. São 30 páginas de cursos no site da TU Delft, entre MOOCs, Educação Profissional, Curso Acadêmico Online e Programa (um pouco mais extenso). Entre os temas, estão Engenharia (Elétrica, Marítima, Aeroespacial, Civil e Química), Design Industrial, Tecnologia, Ciências da Computação e Matemática.

Um desses programas, que pode ser feito a qualquer momento, é o de Eletromobilidade, ministrado em inglês. São quatro cursos, que vão desde os fundamentos básicos sobre Carros Elétricos, até as Políticas Públicas sobre esse tipo de inovação tecnológica.

*O texto "Confira as opções de cursos online das melhores universidades europeias" foi originalmente publicado no portal Estudar Fora, da Fundação Estudar.

Empregos e carreiras