PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Empregos e carreiras

Como ter um bom perfil no LinkedIn e usá-lo para dar um gás na carreira

Do Na Prática*

26/04/2021 04h00

Com mais de 300 milhões de membros, o LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo. Como as outras mídias sociais, também possibilita interação. A diferença é que, no LinkedIn, essas interações podem influenciar a carreira, positiva e negativamente.

Para dar um gás na sua carreira com a rede social, o primeiro passo é fazer um perfil. Nele, constam dados pessoais, de contato, informações acadêmicas e profissionais. É possível adicionar um resumo sobre sua carreira, links para um site ou blog e anexar publicações externas.

Depois de completar o perfil, é o momento de procurar "conexões", como são chamados os contatos. Nesse ponto, adicione quem você conhece diretamente e quem gostaria de conhecer. O ideal é focar em pessoas ligadas ao ramo, indústrias e empresas em que você está ou queria estar.

Veja mais dicas abaixo.

Para o que serve o LinkedIn?

  • Networking

Não importa em que momento profissional você esteja, é importante manter sua rede de contatos aquecida. O LinkedIn é uma boa ferramenta para isso. Utilize-o para conversar com seus conhecidos, parabenizá-los por novos empregos e trocar informações.

Mas não é só isso: faça novas conexões. Procure pessoas que seriam uma boa adição ao seu network. Uma das formas é investigar em grupos ligados ao seu setor ou profissão.

  • Fortalecer sua credibilidade profissional

Na medida em que a plataforma é consultada por contratantes, ela pode te ajudar a se estabelecer como profissional. Para isso, também aproveite as comunidades que o LinkedIn oferece. Nelas, não só é possível adquirir informações, mas postar e interagir com os outros.

Em cada perfil, há espaço para recomendações, que você pode pedir a colegas, antigos chefes etc. Elas ficam visíveis e podem contribuir para uma boa impressão a quem visita sua página.

O principal, para fortalecer sua credibilidade utilizando a rede, é demonstrar atividade de qualidade (curtir e publicar bons textos, contatos fortes etc.) e manter o perfil atrativo e atualizado.

  • Procurar emprego

Muitos recrutadores conferem os perfis dos candidatos na rede. Por isso, entender como funciona o LinkedIn e ter o perfil em dia, além de manter uma rede sólida de contatos e credibilidade fortalecida, é indispensável.

Para que te encontrem com facilidade, garanta nas configurações que seu perfil é visível. Outra dica é colocar palavras-chave (ou expressões) que são relevantes em sua área de atuação, indústria ou setor. Quanto mais palavras-chave fortes, mais fácil será para achar você na rede.

Se quer procurar emprego, use a aba "Vagas". Lá, é possível pesquisar por localidade, função, setor e salvar a busca.

Como ter um bom perfil, que apareça nas buscas

1. Coloque foto

Perfis com foto são 14 vezes mais vistos. O retrato não precisa ser necessariamente formal, mas deve levar em conta seu meio de trabalho e, principalmente, sua identidade. Foque em imagens neutras ou em contexto adequado.

2. Escreva um bom resumo

Para criar o resumo, que fica no topo do seu perfil, busque responder as seguintes perguntas (em poucas linhas):

  • O que já fez?
  • O que gosta de fazer?
  • Quais suas experiências mais importantes?

3. Preencha todas as seções possíveis

Não se esqueça de campos como causas, organizações filantrópicas e projetos de voluntariado. As empresas também observam essa parte, e ela pode ser um diferencial.

4. Personalize sua URL

Personalizar o endereço (URL) faz com que seu perfil apareça antes no Google. Com uma assinatura mais concisa, você sobe nas pesquisas. Para editar, selecione o ícone de ajuste ao lado da URL que o LinkedIn disponibiliza, logo abaixo da foto.

5. Publique textos

O Brasil foi o segundo país a receber a ferramenta de postagens do LinkedIn, em 2015. A ideia é transformar seu perfil em um blog. Se bem feitos, seus escritos podem se tornar conhecidos entre suas conexões, as conexões delas e assim por diante, transformando-o em um "influencer". Lembre-se sempre de que o LinkedIn é uma rede profissional e publique só o que for adequado.

*O texto "LinkedIn: como usar a maior rede profissional do mundo e tirar o máximo proveito" foi originalmente publicado no portal Na Prática, da Fundação Estudar.

Empregos e carreiras