PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Empregos e carreiras

Como se preparar para o concurso da Receita, com salário de até R$ 21,5 mil

Concurso da Receita Federal: veja como se preparar para aumentar suas chances de passar - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Concurso da Receita Federal: veja como se preparar para aumentar suas chances de passar Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/06/2022 04h00

O concurso para cargos na Receita Federal foi aprovado pelo Ministério da Economia. Serão 230 vagas de auditor-fiscal e outras 469 para o cargo de analista-tributário, com salário que pode chegar a R$ 21,5 mil. As duas carreiras exigem nível superior completo. Quer ter mais chances de ser aprovado? Confira como se preparar desde já para isso.

Consultados pelo UOL, dois especialistas de empresas de cursos preparatórios para concursos públicos falam sobre os próximos passos do concurso e dão dicas práticas de como estudar desde já.

O concurso para a Receita Federal é de alto nível, está na prateleira dos mais difíceis do país e conta sempre com uma concorrência muito qualificada.
Marco Brito, coordenador pedagógico da Degrau Cultural

A Receita Federal é o principal órgão de arrecadação do país. Atualmente, os salários são de R$ 12.142,39 (analista-tributário) e de R$ 21.487,09 (auditor-fiscal)

Edital pode sair antes de dezembro

A autorização do Ministério da Economia para o concurso da Receita Federal foi publicada no Diário Oficial da União no dia 13 de junho. O Ministério da Economia autorizou a Receita Federal a reduzir o intervalo entre a divulgação do edital e a aplicação das provas.

"De acordo com o Decreto 9.739/19, esse prazo deveria ser de quatro meses, mas foi diminuído para apenas dois meses. O prazo exato entre a publicação do edital e data das provas somente será definido quando da publicação do edital", afirma Viviane Rocha, professora de Técnicas e Planejamento Estratégico de Estudos nos cursos da Central de Concursos.

Segundo ela, a validade da autorização é de seis meses. Ou seja, a publicação do edital tem que acontecer até dezembro. "Mas, em função do grande déficit de pessoal e da pressa na contratação de novos servidores, o edital deverá ser aberto bem antes disso", diz Viviane.

Qual o tipo de prova para este concurso?

Provavelmente, o concurso contará com as seguintes etapas:

  • Provas objetivas
  • Prova discursiva
  • Sindicância de vida pregressa
  • Curso de formação

"Alguns concursos públicos têm essa etapa de sindicância de vida pregressa, para poder avaliar se a conduta pessoal do candidato condiz com o cargo que ele pretende ocupar. Para isso, são colhidas informações da biografia e das relações sociais e profissionais do candidato", diz Viviane.

Disciplinas principais para estudar

Marco Brito, coordenador pedagógico da Degrau Cultural, diz que, no concurso passado para analista-tributário, havia 135 questões:

  • 75 de conhecimentos gerais, como língua portuguesa, espanhol ou inglês, direito constitucional e administrativo
  • 60 de conhecimentos específicos, como direito tributário e contabilidade geral

Já no concurso passado para auditor-fiscal, foram 140 questões:

  • 70 de conhecimentos gerais, como língua portuguesa, espanhol ou inglês, administração geral e pública
  • 70 de conhecimentos específicos, como direito tributário, auditoria, comércio internacional e legislação aduaneira

As matérias tinham peso 1 ou 2. "No entanto, para ser aprovado no concurso da Receita Federal, é preciso ter um excelente desempenho em todas as matérias, independentemente do peso delas. Sendo assim, todas as disciplinas devem ser estudadas com afinco de determinação por parte dos que pretendem conquistar uma vaga de analista-tributário ou auditor-fiscal", afirma Brito.

Quando começar a estudar?

"O concurso para a Receita Federal é de alto nível. Ele está na prateleira dos mais difíceis do país e que conta sempre com uma concorrência muito qualificada. Por isso, quem esperar o edital ser divulgado, verá as chances de aprovação serem reduzidas exponencialmente. Comece a estudar já", declara Brito.

Para ele, o calendário ideal é aquele que o candidato tem disponível para realizar um estudo sério e compromissado com a sua aprovação. "Os interessados em participar dessa seleção devem dedicar o maior número possível de horas à preparação."

No entanto, diz Brito, não basta só quantidade. "É preciso ter qualidade nessas horas de estudo. É necessário se desligar de todos os problemas do dia a dia e fugir das distrações, como celular, TV e outros eletrônicos, para focar efetivamente no estudo teórico das matérias, na elaboração de resumos, na resolução de provas anteriores e na revisão dos conteúdos já estudados", afirma.

Ou seja, para Brito é melhor estudar dessa forma, diariamente, por três horas líquidas do que dedicar oito ou mais horas diárias a um estudo sem qualidade.

Mesma dica é compartilhada por Viviane. "Eu sempre digo que as horas ideais são aquelas que propiciam a absorção do conteúdo e que o candidato use o seu tempo de forma inteligente", declara.

Segundo ela, como base nos horários que serão destinados aos estudos, o candidato deve fazer um cronograma e estabelecer metas diárias, semanais e mensais, intercalando o estudo de novos conteúdos com a revisão dos temas já vistos. "Não pode negligenciar nenhum conteúdo, nem mesmo o da área de formação do candidato", diz.

Como se preparar para o concurso? Veja dicas

  • Siga à risca um plano de estudos
  • Matricule-se um curso preparatório, se possível
  • Estude no curso preparatório, mas também em casa, para se aprofundar nos conhecimentos já vistos em sala de aula
  • Comece estudando com base no programa do concurso anterior; após a divulgação do edital deste concurso, foque no novo conteúdo programático
  • Faça ao menos cerca de dez exercícios de fixação sobre o assunto estudado
  • Resolva provas anteriores da Receita Federal e de outros órgãos da área de fiscalização. Neste primeiro momento, faça prova de várias bancas organizadoras, mas, quando a instituição for escolhida, é preciso fazer as questões somente dessa banca
  • Revise periodicamente todas as matérias
  • Crie mapas mentais, estude em voz alta, leia PDFs, faça resumos, ouça aulas gravadas e assista a vídeos de aulas. É uma forma de identificar quais dessas estratégias são mais úteis para você memorizar e entender o que está sendo estudado
  • Participe de simulados feitos por cursos preparatórios. Com o edital já publicado, faça um simulado por semana ou a cada 15 dias para ajustar as revisões e se aprofundar nos temas
  • Faça atividades físicas, tenha uma boa alimentação e descanse com boas horas de sono. Afinal, o corpo precisa estar bem preparado para enfrentar a maratona de estudos para o concurso

Tenha certeza de que todo esse trabalho e dedicação valerá a pena. Sua aprovação será consequência de constância, disciplina e método, ou seja, ritmo e estratégia nos estudos. Estude como se sua prova já estivesse marcada, faça o melhor a cada dia e tudo isso garantirá que chegue ao dia da prova com a sensação de dever cumprido.
Viviane Rocha, professora da Central de Concursos

Empregos e carreiras