Só para assinantesAssine UOL

Ata do Copom é destaque na agenda desta terça-feira; veja o que mais acompanhar

Nesta terça-feira (19), o grande destaque da agenda local fica com a Ata do Copom, apresentada pelo Banco Central (BC), além de reuniões entre autoridades do governo.

A Ata do Copom, que será divulgada às 8h, deve reforçar os pontos apresentados no comunicado que acompanhou a última decisão de juros do Banco Central, além de perspectivas sobre o cenário que a autoridade monetária considera para os próximos passos da economia.

Ainda na terça-feira, o mercado conhecerá outra sondagem da CNI, sobre indústria da construção com dados de dezembro, e monitor do PIB de outubro, da FGV.

Também hoje, durante a manhã, o Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, participa da reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e à tarde, se reúne com o Presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, em Brasília.

Já no início da noite, Campos Neto fará palestra no evento "Desafios 2024, O Brasil no rumo do crescimento sustentado", promovido pelo jornal Correio Braziliense.

No cenário político, o Congresso Nacional analisa nesta terça-feira o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2024. Trata-se de uma das pautas mais importantes que devem ser analisadas antes do recesso parlamentar, que tem início no próximo sábado (23). O texto já havia sido aprovado pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) na semana passada.

Agenda da terça-feira no exterior

No exterior, o departamento de comércio dos Estados Unidos divulga dados de construções de moradias iniciadas em novembro às 10h30 e no início da tarde, Raphael Bostic, do Fed de Atlanta, participa de evento em Harvard.

O mercado também vive a expectativa pela divulgação do PIB dos EUA, na quinta-feira (21), referente ao terceiro trimestre. A expectativa do mercado é de crescimento de 5,2% na base sequencial.

Continua após a publicidade

Ainda nesta terça, às 18h, o Banco Central do Chile divulga sua decisão de política monetária e às 22h15, é a vez do Banco Popular da China (PBoC) definir juros das LPRs de 1 e 5 anos.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora