Só para assinantesAssine UOL

Confira 5 empresas que devem ser boas pagadoras de dividendos em 2024

A cada ano, a estratégia de investir buscando bons dividendos segue no radar do mercado. Há quem sonhe em "viver de renda" com os proventos, enquanto outros tentam apenas garantir um rendimento adicional.

Fato é que para garantir um bom dividend yield, é preciso investir em empresas com boa gestão e solidez financeira. No Ibovespa, companhias do setor elétrico e do segmento financeiro, por exemplo, são algumas das que têm o pagamento de dividendos como premissa aos seus investidores. 

Em 2024, diante de um cenário econômico menos incerto do que o do ano anterior, muitos analistas esperam que as grandes empresas da bolsa brasileira apresentem melhoras nos seus resultados financeiros. Consequentemente, o valor dos dividendos a serem pagos tende a aumentar.

Pensando nisso, a Suno Notícias conversou com especialistas que listaram cinco ações que podem ser boas pagadoras de dividendos em 2024.

Confira a lista a seguir:

Petrobras (PETR4): pagamentos mais elevados de dividendos

"Atualizamos nossa recomendação de Petrobras (PETR4) para compra há três meses. Apesar de todo o ruído político recente, ainda enxergamos uma tese convincente. Acreditamos que os principais aspectos da tese de investimento permanecem em vigor e que a companhia deverá gerar mais caixa do que o mercado estima, impulsionada pelo aumento da produção e pela redução dos investimentos. Isto suportará pagamentos de dividendos mais elevados por mais tempo. Com base na atual política de remuneração, de distribuição de 45% do fluxo de caixa menos capex, prevemos um dividend yield de cerca de 14% em 2024, ou 19% considerando pagamentos extraordinários", diz Victor Miranda, operador de renda variável da One Investimentos.

JBS (JBSS3): histórico sólido de resultados

"A JBS (JBSS3) tem um histórico sólido de resultados, apresentando uma forte performance operacional e entregando aos acionistas R$ 27 bilhões em dividendos e recompra de ações desde 2020. Acreditamos que a companhia está próxima de atingir um ponto de inflexão, uma vez que a oferta e demanda global de aves está se tornando mais equilibrada, enquanto os ciclos de gado na Austrália e Brasil apresentam melhora. Com isso, custos mais baixos podem continuar a reduzir a pressão sobre o capital de giro. Enxergamos possibilidade de revisões positivas para o EBITDA em 2024 e vemos as ações da JBS oferecendo um yield de fluxo de caixa de 14% em 2024, o que deve oferecer uma margem de segurança", completa Miranda.

Continua após a publicidade

Vale (VALE3): dividendos altos e atrativos

Empresa com o maior peso no Ibovespa, a Vale (VALE3) é citada pelo BTG Pactual como uma companhia que pode pagar bons dividendos no ano que vem. Os analistas, aliás, afirmam que essa é a top pick para exposição à aceleração da economia chinesa.

"Após nossa revisão (altista) para preços de minério de ferro, aumentamos nossas estimativas de EBITDA para a Vale em 10-13% para 2023/24 e agora estamos ligeiramente acima do consenso. Estamos mais confiantes de que o momento operacional mais fraco da empresa passou e que a produção/vendas, assim como a performance dos custos, deve continuar melhorando nos próximos trimestres. Com um valuation atraente, acreditamos que a empresa pode retornar cerca de 11-12% de yield aos acionistas na forma de dividendos/recompra de ações em 2024", diz o relatório.

Eletrobras (ELET3): boa pagadora nos próximos anos

"Eletrobras (ELET3) deve ganhar tração não só em 2024, mas nos próximos anos. A companhia projeta pagar bons dividendos após o processo de privatização. O foco do mercado no papel realmente está ligado ao pagamento de proventos, com a expectativa de que a Eletrobras se torne uma boa pagadora de dividendos em 2024, 2025, 2026, e por aí vai", comenta Gabriel Mota, operador de renda variável da Manchester Investimentos.

BB Seguridade (BBSE3): "10% de yield ou acima disso"

"É uma empresa que, como muitas do setor financeiro, está passando por uma recuperação de resultados, com um possível fim do ciclo de inadimplência. E com o alívio nos juros, esse resultado pode voltar a crescer ainda mais", diz Leonardo Piovesan, CNPI e analista fundamentalista da Quantzed.

Continua após a publicidade

"BB Seguridade (BBSE3) vai continuar pagando bons dividendos, com 10% de yield ou acima disso. É um papel defensivo, que deve continuar apresentando bons resultados", complets Max Bohm, estrategista de ações da Nomos.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora