Só para assinantesAssine UOL

Petrobras (PETR4), Taesa (TAEE11) e Bradesco (BBDC4) agitam o mercado nesta quarta-feira; veja mais destaques

A informação de que a Petrobras (PETR4) assinou acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para encerrar uma disputa judicial sobre royalties do Campo de Jubarte é um dos destaques desta quarta-feira (7). 

Também está entre os destaques do mercado financeiro a Taesa (TAEE11), após obter licença prévia para instalações da Tangará Transmissora. 

O Bradesco (BBDC4) é outra empresa no radar dos investidores, depois de reportar um lucro líquido de 2,878 bilhões no quatro trimestre de 2023 (4T23). 

Veja os destaques do mercado financeiro hoje:

Petrobras

A Petrobras (PETR4) informou a assinatura de contrato com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), para o pagamento de R$ 832,4 milhões, com o objetivo de encerrar o processo judicial envolvendo o recálculo de participações do governo - as royalties - no Campo de Jubarte, no litoral do Espírito Santo.

O processo é referente à produção de petróleo da Petrobras nos períodos de agosto de 2009 a fevereiro de 2011, e dezembro de 2012 a fevereiro de 2015, segundo comunicado enviado ao mercado.

Taesa

A Taesa (TAEE11) anunciou que obteve a Licença Prévia para o seccionamento da LT Açailândia - Miranda II, referente às instalações da concessão Tangará Transmissora de Energia Elétrica. 

Continua após a publicidade

Bradesco 

O Bradesco (BBDC4) reportou um aumento de 80,4% no lucro líquido recorrente do quarto trimestre de 2023, na comparação com o mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 2,878 bilhões - o número é 37,7% menor do que o registrado no terceiro trimestre de 2023. 

No acumulado do ano de 2023, o lucro do Bradesco foi de R$ 16,297 bilhões, queda de 21,2% na comparação com 2022.

TIM

A TIM (TIMS3) reportou lucro líquido normalizado de R$ 900 milhões no último trimestre de 2023, uma alta de 52,6% ante o mesmo intervalo do ano anterior. No consolidado de 2023, o lucro subiu 50,4% ante 2022, para R$ 2,69 bilhões.

Log

A Log Commercial Properties (LOGG3), controlada pelos fundadores da MRV (MRVE3), registrou lucro líquido de R$ 73,28 milhões no quarto trimestre de 2023, uma alta de 63,7% na base anual.

Continua após a publicidade

Klabin 

A Klabin (KLBN11) fechou o quarto trimestre de 2023 com um lucro líquido de R$ 370 milhões, queda de 53% na base anual, mas 51% maior em relação ao terceiro trimestre.

Além disso, a Klabin vai pagar R$ 192 milhões em Juros Sobre Capital Próprio (JCP) aos seus acionistas, segundo comunicado nesta quarta-feira (7).

Prio

A Prio (PRIO3)  informou que registrou uma produção diária de 95,6 mil barris de óleo equivalente (boe) em janeiro de 2024.

Smart Fit 

A Smart Fit (SMFT3) projeta aberturas líquidas de 240 a 260 academias para o exercício social a ser encerrado em 31 de dezembro de 2024, uma taxa de crescimento anual entre 17,0% e 18,0%, similar ao patamar do ano anterior.

Continua após a publicidade

Vittia 

A Vittia (VITT3) afirma que concluiu o 2º Programa de Recompra de Ações, no qual foram adquiridas, a preços de mercado, o total de 2 milhões de ações ordinárias. 

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Petrobras (PETR4), que deve estar no foco dos investidores hoje.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora