Só para assinantesAssine UOL

Como investir o 13º salário? Quanto rendem R$ 5 mil em um ano?

Quer receber matérias como essa toda semana no seu e-mail? Assine a newsletter UOL Investimentos.

Muita gente aguarda o final do ano para usar o 13º no pagamento de dívidas ou nas promoções do varejo. Mas o dinheiro também pode ser utilizado para investir e aumentar o saldo dali a algum tempo. Neste caso, quais as melhores opções? Quanto consigo ganhar em um ano? Veja essas e outras questões abaixo.

Quais as melhores aplicações para o 13º?

Renda fixa prefixada é uma das principais alternativas. Com a taxa básica de juros, a Selic, em 12,25% ao ano, os títulos prefixados, em que o investidor sabe o quanto vai receber no futuro já no momento da contratação, figuram como uma das principais opções. Segundo o sócio e gerente educacional da Órama, Gilvan Bueno, os prefixados são o "presente de Natal" do investidor. Ele pode carregar um prêmio alto por mais tempo, uma vez que as taxas oferecidas hoje não devem permanecer em 2024.

Também vale considerar colocar parte do dinheiro na renda fixa pós-fixada. Títulos que considerem o IPCA, indicador oficial da inflação do país, até podem render menos do que os prefixados. Mas são garantia que seu dinheiro não vai perder poder de compra para a inflação no futuro. Já aqueles atrelados à Selic são vistos com cautela. Com a queda da Selic, o retorno pode ser menor nos próximos meses.

Títulos privados também são boas escolhas. Erica Santos, coordenadora comercial da Nova Futura Private, diz que alguns ativos são isentos do pagamento de Imposto de Renda, como debêntures incentivadas, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). As debêntures são títulos emitidos por empresas no mercado de capitais, enquanto as debêntures incentivadas são usadas apenas em projetos de infraestrutura. Já os CRIs e os CRAs são títulos utilizados por companhias dos setores imobiliário e do agronegócio para captar dinheiro e financiar novos empreendimentos.

Renda variável também é opção, mas é mais instável. Assim, é difícil saber quanto o dinheiro irá render em um ano.

O que considerar na hora de investir?

Taxa básica de juros pode cair. Do empréstimo à renda fixa, os juros balizam qualquer operação financeira. Se os juros estão maiores, o consumidor paga mais em um empréstimo ou financiamento. Mas o investidor ganha mais ao "emprestar" seu dinheiro ao governo ou a uma empresa privada. Hoje, a Selic está em 12,25% ao ano. Mas, segundo economistas ouvidos pelo Banco Central, a Selic deve ficar em 9,25% ao ano até o final de 2024. Nesse cenário, a remuneração tanto dos prefixados quanto do Tesouro Selic deve ser menor no próximo ano.

Reserva de emergência é primeiro passo. O melhor cenário para investir é quando a pessoa já conta com um dinheiro que pode ser utilizado em situações emergenciais. Com a reserva, o investidor evita recorrer a um empréstimo ou mesmo cheque especial com taxas de juros muito elevadas em caso de doença, desemprego ou outra emergência, diz Bruna Caroline Kloppel, especialista em Investimentos do Ailos. Os especialistas recomendam ter uma quantia que varia entre seis e 12 meses dos gastos mensais em investimentos que podem ser sacados no mesmo dia ou no dia seguinte.

Continua após a publicidade

Olhar a liquidez, capacidade de sacar em um prazo curto, também é importante antes de decidir onde colocar o dinheiro. Quando a liquidez de um investimento é alta, significa que o dinheiro estará disponível rapidamente após o pedido de resgate. Na renda fixa, geralmente as aplicações têm alta liquidez, mas alguns títulos só permitem a retirada no momento do vencimento.

Saiba qual é seu perfil de investidor. Pessoas mais conservadoras devem evitar investimentos arriscados, como a Bolsa de Valores. Assim como o mais recomendado para investidores mais arrojados é ter um grau de risco maior na carteira. Entender o seu perfil de risco é importante para evitar decisões precipitadas no futuro, como perder dinheiro por conta da retirada em um momento inadequado.

Para escolher os melhores investimentos, primeiro precisa ter um alinhamento sobre o perfil do investidor e a que isso vai estar relacionado. Para aqueles investidores mais conservadores, não tem muito para onde correr: a renda fixa está com taxas atrativas.
Lucas Serra, analista da Toro Investimentos

Quanto consigo ganhar em um ano?

Veja quanto pode ganhar ao investir um 13° de R$ 5.000. Para auxiliar os investidores, o UOL pediu a Erica Santos, coordenadora comercial da Nova Futura Private, simulações sobre o quanto é possível ganhar em um ano investindo R$ 5.000 na renda fixa. Confira a seguir.

Renda fixa prefixada. Ao aplicar o 13º salário em um prefixado que tenha uma taxa de retorno de 13% ao ano, o investidor teria o valor líquido de R$ 5.536,25. O saldo final já considera o Imposto de Renda de 17,5%, que é a taxa se o investimento fica mais de 361 dias aplicado.

Continua após a publicidade
  • Investimento inicial: R$ 5.000
  • Taxa contratada: 13% ao ano
  • Imposto de Renda: 17,5%
  • Valor líquido no resgate: R$ 5.536,25

Renda fixa pós-fixada. Para calcular o ganho em um pós-fixado, Erica utilizou a taxa de 113% do CDI ao ano, patamar referente ao CDI médio esperado para os próximos 12 meses. Aplicando o mesmo valor, o investidor teria o montante líquido de R$ 5.536,25. O saldo também considera os mesmos 17,5% de IR.

  • Investimento inicial: R$ 5.000
  • Taxa contratada (113% x 10,5%, do CDI médio esperado para os próximos meses) = 11,86%
  • Imposto de Renda: 17,5%
  • Valor líquido no resgate: R$ 5.492,66

Quer saber como economizar e investir, além do que está acontecendo na economia? Conheça e siga o novo canal do UOL "Economize e Invista" no WhatsApp.

Aulão: Entenda suas emoções para investir melhor seu dinheiro

Não adianta só entender como funciona cada tipo de investimento. Para investir bem, você precisa entender o seu perfil e como suas emoções podem ajudar ou atrapalhar nas escolhas que você faz com seu dinheiro. Pensando nisso, o UOL preparou uma série de três lives para falar sobre o universo das finanças comportamentais, para ajudar os investidores a usar as emoções a seu favor e tomar decisões mais inteligentes e rentáveis.

Continua após a publicidade

A primeira live mostra que, no momento de fazer escolhas dos investimentos, não são só questões racionais que interferem. Há as influências e os erros na forma de perceber as informações. O segundo aulão mostra como sua mentalidade te atrapalha na hora de escolher os melhores investimentos.

Assista ao aulão no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, todas as quintas-feiras, das 16h às 16h40. Assine aqui e participe!

A última série do Papo com Especialista foi sobre Como sair das dívidas e ter mais dinheiro para investir e realizar sonhos. Para saber mais, acesse este link.

Quer investir melhor? Receba dicas no seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido? O UOL tem uma newsletter diária gratuita que o ajuda nesse objetivo. Assine o Por Dentro da Bolsa aqui. Você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pela equipe do PagBank Investimentos para aprender a investir melhor.

Você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor o seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui. UOL Investimentos ainda tem diversos conteúdos diários que te ajudam a lidar melhor com seu dinheiro.

Continua após a publicidade

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes