Economia dos EUA cresce 1,9% no 4º trimestre, menos que o previsto

Washington, 27 Jan 2017 (AFP) - O crescimento econômico dos Estados Unidos se desacelerou no quarto trimestre, decepcionando pelas expectativas dos analistas, segundo a primeira estimativa do Departamento de Comércio publicada nesta sexta-feira.

De outubro a dezembro o Produto Interno Bruto (PIB) americano subiu apenas 1,9% ao ano (dados corrigidos). Os analistas esperavam um aumento de 2,2% após uma de 3,5% no terceiro trimestre.

No ano de 2016, o PIB da maior economia do mundo avançou 1,6%, após uma alta de 2,6% em 2015.

Segundo a estimativa, a economia se desacelerou fundamentalmente por causa da queda das exportações. O crescimento de 2016, portanto, é o mais baixo desde 2011.

"A desaceleração do PIB real no quarto trimestre refletiu uma queda das exportações, uma aceleração nas importações e uma desaceleração dos gastos do governo federal", indica o relatório.

As exportações caíram 4,3% no último trimestre e as importações aumentaram 8%, dois fatores que fizeram o PIB cair em 1,7 ponto no trimestre. O gasto federal caiu 1,2%.

Entretanto, a economia foi sustentada por um aumento do 11% no gasto de bens duráveis, como grandes eletrodomésticos, e um aumento 10% em investimentos domésticos.

O fraco crescimento do quarto trimestre pareceria confirmar as expectativas de que o Federal Reserve vai-se abster de aumentar as taxas de juros em sua reunião da próxima semana, após o aumento do ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos