Bolsas

Câmbio

Emirates adapta tripulações em voos para os EUA após decreto de Trump

Dubai, 30 Jan 2017 (AFP) - A companhia aérea Emirates de Dubai informou nesta segunda-feira que modificou as tripulações dos voos com destino aos Estados Unidos para adaptar-se ao decreto anti-imigração do presidente Donald Trump.

"A recente modificação das condições de entrada nos Estados Unidos para os cidadãos de sete países se aplica a todos os viajantes e membros da tripulação nos voos para aeroportos americanos", afirma a empresa em um comunicado.

"Fizemos as mudanças necessárias em nossas tripulações para nos adaptar às (novas) exigências da administração Trump", completa a nota da Emirates, que tem funcionários de vários países, incluindo os afetados pelo decreto de Trump.

A companhia destacou que "continua realizando, como previsto, os voos regulares aos Estados Unidos" e que "nenhum de seus tripulantes foi, até agora, afetado" pela nova regulamentação.

Trump assinou na sexta-feira um decreto que proíbe durante três meses a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de sete países de maioria muçulmana: Iraque, Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen. As exceções incluem pessoas com passaporte diplomático e oficiais, além dos que trabalham para organismos internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos