Bolsas

Câmbio

Senado do Paraguai aprova imposto sobre soja; governo promete veto

Asunción, 23 Jun 2017 (AFP) - O Senado paraguaio aprovou nesta quinta-feira um imposto de 10% sobre as exportações de soja em estado natural, medida que o governo promete vetar.

Reagindo à medida, os grandes produtores organizados ameaçaram bloquear estradas caso o governo não vete a lei.

A ministra da Fazenda, Lea Giménez, advertiu em entrevista coletiva que se a lei entrar em vigor "terá consequências nefastas na economia", e garantiu que o presidente Horacio Cartes vetará a medida.

"A contribuição impositiva do agro triplicou desde 2014", destacou a ministra. A agricultura responde por 19% do PIB paraguaio.

Héctor Cristaldo, presidente da União de Grêmios da Produção (UGP), denunciou que "a lei é "confiscatória" e advertiu que o imposto atingirá especialmente os pequenos produtores.

A safra de soja paraguaia em 2016 foi a quarta principal do planeta, com 9.300.000 toneladas, segundo a Câmara Paraguaia de Exportadores e Comercializadores de Cereais e Oleaginosas (Capeco), o que representa um crescimento de 20% em relação à temporada anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos