PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ryanair continua rentável, mas sofrerá com alta do petróleo

21/05/2018 12h45

Londres, 21 Mai 2018 (AFP) -

A companhia aérea "low cost" Ryanair anunciou nesta segunda-feira (21) um aumento de 10% de seu lucro líquido anual 2017-2018, apesar da anulação de milhares de voos nos últimos meses, mas a alta dos preços do petróleo preocupa.

No exercício de 1 de abril de 2017 a 31 de março de 2018, a principal companhia "low cost" da Europa obteve lucro líquido de 1,45 bilhão de euros, conforme suas previsões, e graças a um aumento do volume de passageiros.

A Ryanair transportou 130,3 milhões de passageiros durante este período, 9% a mais que no ano anterior, um novo recorde para a empresa irlandesa, que espera superar os 200 milhões até 2024.

Os preços dos bilhetes de avião diminuíram em média 3%, a 39,40 euros por voo. A Ryanair garante que "nenhuma outra companhia aérea da UE" pode superá-la nos preços.

A empresa, contudo, prevê sofrer o impacto da alta dos preços do petróleo. O barril de Brent acaba de superar os 80 dólares pela primeira vez desde novembro de 2014. A Ryanair calcula que isso elevará em 400 milhões de euros sua fatura anual de combustível.

Esse será um "fator importante de gasto suplementar nos próximos 24 meses", admitiu o presidente da Ryanair, Michael O'Leary, apesar de a empresa ter garantido 90% de seu fornecimento de petróleo para este ano pelo preço de 58 dólares o barril, abaixo das cotações atuais.

pn/mcj/me/pc/ll

RYANAIR HOLDINGS PLC