PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

FMI facilitará acesso a fundos de emergência por conta da pandemia

Em 13 de julho, 72 países dos 189 membros do FMI haviam recebido créditos da entidade usando um instrumento para financiamento de emergência - Saul Loeb/AFP
Em 13 de julho, 72 países dos 189 membros do FMI haviam recebido créditos da entidade usando um instrumento para financiamento de emergência Imagem: Saul Loeb/AFP

Da AFP, em Washington

22/07/2020 13h20

O FMI (Fundo Monetário Internacional) anunciou hoje que facilitará temporariamente o acesso a fundos de emergência para ajudar os países com as consequências econômicas da pandemia.

Para o FMI, "o sério impacto" da crise da saúde gerou pedidos de assistência financeira "sem precedentes".

Em 13 de julho, 72 países dos 189 membros do FMI haviam recebido créditos da entidade usando um instrumento para financiamento de emergência.

"Muitos dos países que receberam ajuda financeira desde o início da pandemia já atingiram ou estão se aproximando dos limites anuais", explicou o Fundo.

Quando as solicitações excedem os limites anuais, para atender a uma nova demanda, o pedido deve ser formulado por meio de um mecanismo para solicitações "excepcionais", submetido a um exame mais aprofundado e, para sua entrega, é necessário atender a critérios específicos.

Assim, o conselho de administração aprovou em 13 de julho "um aumento temporário" no limite anual dos Recursos para Redução da Pobreza e para o Crescimento, explicou a entidade multilateral em comunicado.

"Dadas as circunstâncias criadas pela pandemia, o conselho de administração do FMI aprovou um aumento temporário nos limites anuais, que entrará em vigor até 6 de abril de 2021", explicou o organismo.

O FMI projeta uma contração do PIB global de 4,9% este ano, mais acentuada do que a prevista em abril, quando o Fundo prevê uma queda no PIB mundial de 3%.