Petróleo fecha em leve baixa apesar de tensões no Mar Vermelho

O petróleo fechou em baixa, nesta sexta-feira (22), em um mercado pouco ativo, que acentuou a oscilação de preços após o anúncio da saída de Angola da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Em Londres, o preço do barril de Brent do Mar do Norte para entrega em fevereiro caiu 0,40% a 79,07 dólares.

Seu equivalente americano, o barril de West Texas Intermediate (WTI), para entrega no mesmo mês, recuou 0,44%, a 73,56 dólares em Nova York.

Os mercados ficarão fechados na segunda-feira por causa do feriado de Natal.

Os preços tinham subido levemente durante a sessão, influenciados pela situação no Mar Vermelho, "onde os riscos de segurança pesam nos abastecimentos", disse Han Tan, analista da Exinity.

Um líder dos rebeldes huthis, do Iêmen, apoiados pelo Irã, disse esta semana que os ataques de seu grupo a navios mercantes no Mar Vermelho só vão parar "se Israel pôr fim a seus crimes e chegarem alimentos, remédios e combustível à população sitiada" da Faixa de Gaza, que está mergulhada na guerra entre Israel e o movimento islamista palestino Hamas.

Várias companhias de transporte marítimo continuam evitando o ponto de entrada ou saída ao Mar Vermelho, o estreito de Bab el Mandeb, que separa a Península Arábica da África.

É o caso da petroleira britânica BP, que declarou na segunda-feira a suspensão de todo tráfego pelo Mar Vermelho. Mais de 20 países aderiram à coalizão liderada pelos Estados Unidos para defender o tráfego marítimo na região.

lul-vmt/spi/dga/mvv/am

Continua após a publicidade

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes